Estado quer universalizar serviço de esgoto em Goiânia

Nas obras que vão ampliar a oferta de água tratada na capital já foram investidos R$ 116,5 milhões e contratados R$ 103 milhões até 2013, e mais R$ 103,3 milhões (PAC 2) até 2014; recursos são para conclusão da Estação de Tratamento de Água da Baragem do João Leite (foto), que vai ampliar a capacidade de reserva de água e a universalização do atendimento a 1,5 milhão de habitantes até 2040

Estado quer universalizar serviço de esgoto em Goiânia
Estado quer universalizar serviço de esgoto em Goiânia (Foto: Divulgação)

Goiás Agora_ O Governo de Goiás colocou em prática o plano de universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto em Goiânia. Já foram investidos R$ 20 milhões e estão disponibilizados até 2014, mais R$ 206 milhões (FGTS, em licitação).

Nas obras que vão ampliar a oferta de água tratada na capital, já foram investidos R$ 116,5 milhões e contratados R$ 103 milhões até 2013, e mais R$ 103,3 milhões (PAC 2) até 2014. Com os recursos será concluída a Estação de Tratamento de Água João Leite, que vai ampliar a capacidade de reserva de água e a universalização do atendimento a 1,5 milhão de habitantes até 2040.

O empreendimento todo inclui a implantação de interceptores às margens de cursos dágua que cortam a cidade e a construção de 654 mil metros de rede coletora, além da implantação da fase de tratamento secundária da Estação de Tratamento - ETE Hélio Seixo de Britto.

A obra vai aumentar a eficiência do nível de tratamento do esgoto e melhorar a qualidade da água do Rio Meia Ponte, onde são lançados os efluentes tratados que são os esgotos tratados em uma das principais fontes de abastecimento de água de Goiânia. Os setores beneficiados são: Jardim Nova Esperança, Cândida de Morais, Santos Dumont, Parque Industrial Paulista, Jardim Petrópolis e Residencial Petrópolis.

Com a conclusão das obras, o percentual de atendimento com serviços de coleta e tratamento de esgoto em Goiânia alcançará a universalização, garantindo à capital goiana lugar de destaque entre as cidades brasileiras com melhores indicadores de infraestrutura sanitária.

Região Sudoeste de Goiânia

A Saneago em parceria com a iniciativa privada está investindo pesado na execução dessas obras de esgoto para atender com eficiência toda a Região Sudoeste da capital. Já foram construídos 12 quilômetros de interceptores que estão beneficiando 12 mil famílias.

O próximo passo será a construção de redes coletoras com previsão de início ainda este ano. Até 2014 mais de 25 bairros deverão contar com os serviços de coleta e tratamento de esgoto, o que beneficiará cerca de 62 mil famílias.

Região Noroeste de Goiânia

Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos moradores goianos da Região Noroeste, a Saneago em parceria com a iniciativa privada investiu R$ 9 milhões em rede de esgoto; são cerca de 11,6 quilômetros de rede para atender com eficiência toda a região.

A Região Noroeste de Goiânia é considerada a mais carente em estrutura de saneamento básico na capital. Para mudar essa constatação, estão sendo aplicados R$ 345 milhões em saneamento, sendo R$ 100 milhões do Governo Federal, via Caixa Econômica Federal, com verba do FGTS, e o restante do Tesouro Estadual e Saneago.

Com os recursos estão sendo implantados quase 12 quilômetros de emissários (canalizações que transportam o esgoto até a estação de tratamento) que vão possibilitar 62.292 ligações domiciliares, beneficiando mais de 250 mil pessoas.

Anápolis

O município de Anápolis já recebeu R$ 21 milhões aplicados em obra de reserva e ampliação da oferta de água à comunidade. Outros R$ 98 milhões foram contratados até 2014. O objetivo é universalizar o abastecimento e eliminar os transtornos já vividos com a falta de água em períodos de seca. Nos serviços de coleta e tratamento do esgoto foram aplicados R$ 16,7 milhões e contratados R$ 3,8 milhões até 2013. A Estação de Tratamento de Esgoto de Anápolis tem capacidade para tratar o esgoto de toda a cidade por mais 20 anos. As obras em andamento, construção de redes coletoras, devem levar a cobertura de esgoto dos atuais 51% para 70%.

Aparecida de Goiânia

A Saneago já contratou quase R$ 80 milhões (PAC 2) para obras de ampliação da cobertura de água na cidade, com a construção de mais de 240 quilômetros de rede e construção de reservatórios, adutoras e poços. O Sistema João Leite, em Goiânia, também vai atender a população de Aparecida de Goiânia.

No sistema de esgoto foram investidos R$ 20 milhões, e até 2014 serão aplicados mais R$ 100 milhões (PAC 2) na implantação de 165 quilômetros de rede e 17 mil ligações domiciliares, 6 quilômetros de interceptor e a conclusão da Estação de Tratamento de Esgoto.

Para essas cidades e outras, totalizando 140 projetos, está em andamento a licitação de projetos de água e esgoto com recursos obtidos junto ao BNDES e próprios, num total de R$ 50 milhões, com abertura da licitação para o próximo dia 28 de agosto. O plano de investimento em água e esgoto, em todo o Estado, é de R$ 2,3 bilhões até 2014.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247