CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Estado recebe R$ 8,5 mi para combate à dengue

Pernambuco terá uma verba de R$ 8,5 milhões do Ministério da Saúde para implementar ações de combate a dengue no Estado; o valor representa um acréscimo de 20% sobre o Piso de Vigilância e Promoção à Saúde dos municípios pernambucanos; os recursos fazem dos R$ 173,2 milhões que a União repassará aos municípios brasileiros para combater a doença

Estado recebe R$ 8,5 mi para combate à dengue
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

PE247 – Pernambuco terá uma verba de R$ 8,5 milhões do Ministério da Saúde para implementar ações de combate a dengue no Estado. O valor representa um acréscimo de 20% sobre o Piso de Vigilância e Promoção à Saúde dos municípios pernambucanos.Os recursos fazem dos R$ 173,2 milhões que a União repassará aos municípios brasileiros, beneficiando mais de R$ 190 milhões de pessoas, para medidas de prevenção e controle do Aedes Aegypti, inseto causador da doença.

Para receberem os aportes os municípios precisam cumprir algumas metas, como criar alternativas que melhorem as condições de trabalho na zona rural, garantir visitas de agentes e saúde nos domicílios e campanhas educativas para prevenir a dengue, além de orientar as pessoas sobre como tratar a doença.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Governo Estadual lançou em setembro do ano passado o Plano de Ação para Prevenção e Controle da Dengue. O projeto contempla medidas como criação de Comitês de Mobilização nas 12 gerências estaduais que têm a função de fiscalizar as ações, distribuição de 1,2 milhão de panfletos e de 300 mil cartazes para alertar a população sobre os riscos da doença e como preveni-la, além do repasse de 21 mil capas com a finalidade de cobrir depósitos de água.

O número de casos de dengue registrado em Pernambuco aumentou 66,20% de janeiro a novembro de 2012 quando em comparação com o mesmo período do ano anterior. Foram 36.845 casos, sendo 15.550 confirmações, contra 61.235 no ano passado, com 25.236 mil notificados. Em contrapartida, o número de mortes suspeitas caiu de cem (56 confirmações) para 75 (21 notificações).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO