Ex-governador Mauro Borges morre aos 93 anos

Filho de Pedro Ludovico Teixeira, fundador da Capital, Mauro estava internado na UTI desde meados deste mês e sofria com uma pneumonia; governo de Mauro Borges nos anos 60 foi responsável por avanços significativos de Goiás nas áreas de infraestrutura e economia. Perillo decreta luto oficial no Estado por sete dias

Ex-governador Mauro Borges morre aos 93 anos
Ex-governador Mauro Borges morre aos 93 anos
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ O ex-governador de Goiás, Mauro Borges Teixeira, morreu na manhã desta sexta-feira em Goiânia, aos 93 anos. O filho de Pedro Ludovico Teixeira, fundador da Capital, estava internado desde o dia 16 deste mês no Hospital Anis Rassi devido às complicações de uma pneumonia e respirava com a ajuda de aparelhos. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.

O corpo do ex-governador será velado a partir das 10h, no Cemitério Jardim das Palmeiras, no Setor Centro Oeste, e o sepultamento está marcado para o início da tarde.

História

A carreira política de Mauro Borges começou em 1958 quando foi eleito deputado federal. Dois anos depois ele venceu a eleição para governador de Goiás. Perdeu o cargo em 1964 derrubado pela ditadura militar. No ano seguinte teve seus direitos políticos cassados.

Quando Jânio Quadros renunciou a presidência da República em 1961, os militares não queriam que o vice João Goulart assumisse o cargo. Mauro Borges apoiou o movimento da cadeia pela legalidade encabeçado por Miguel Arrais e Leonel Brisola.

A administração de Mauro Borges em Goiás é tida como estruturante. “Seu governo do ponto de vista político e administrativo foi revolucionário, com a criação de várias estruturas como IQUEGO, OSEGO, CERNE, CRISA e METAGO,” lembra o jornalista Marcos Cipriano.

Em 1966, Mauro foi preso no Rio Grande do Sul e teve seus direitos cassados. Ele só foi anistiado 13 anos depois, em 1979. No final da década de 70, assumiu a presidência regional do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que posteriormente se tornaria o PMDB.

Voltou a ter um cargo público em 1982, quando foi eleito senador. Quatro anos depois, após romper com o PMDB, de Iris Rezende, disputou o governo do Estado, pelo PDC, e foi derrotado por Henrique Santillo, em uma eleição muito disputada. Em 1990 teve uma cadeira na Câmara dos deputados. Após o mandato encerrou a carreira política.

(Com informações da Rádio 730)


O governo do Estado divulgou nota oficial, lamentando a morte de Mauro Borges:

Nota do Governo de Goiás


O Governo de Goiás cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento do ex-governador Mauro Borges Teixeira, ocorrido às 6 horas de hoje (sexta-feira 29) no Hospital do Coração Anis Rassi. Ele estava com 93 anos. O corpo será velado no Salão Dona Gercina, do Palácio das Esmeraldas, e o sepultamento está programado para as 18 horas de hoje no Cemitério Jardim das Palmeiras. O governador Marconi Perillo assinou decreto dispondo sobre luto oficial no Estado por 7 dias.



O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email