FBC aprova aproximação de Eduardo e Jarbas

Durante entrevista Rdio Folha, nesta segunda (30), o ministro da Integrao Nacional, Fernando Bezerra Coelho, afirmou que a dobradinha boa para o fortalecimento da imagem e da economia pernambucana

FBC aprova aproximação de Eduardo e Jarbas
FBC aprova aproximação de Eduardo e Jarbas (Foto: Adalberto Marques/Integração Nacional)

Raphael Coutinho _PE247 – O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB) avalia como positiva a aproximação entre Eduardo e Jarbas. Em entrevista à Rádio Folha, nesta segunda-feira (30), o socialista lembrou que o seu correligionário tem planos nacionais, o que o leva a buscar um unidade política dentro do seu Estado, mesmo com figuras historicamente de palanques opostos – como é o caso do peemedebista. “O governador é um figura de peso nacional e é uma peça chave para 2014 ou 2018. O fato de Jarbas e Eduardo voltarem a se cumprimentar e trocar avaliações em relação ao quadro político nacional e do estado faz com que Pernambuco tenha mais unidade política e tire mais e melhor proveito do momento auspicioso de geração de emprego e renda que vive o País”, atestou.

No entanto, Fernando Bezerra Coelho ressaltou que o fato de o senador Jarbas Vasconcelos adotar uma postura oposicionista, em relação ao Governo Federal, a aproximação com Eduardo não deverá mudar essa postura do parlamentar. “Mesmo Jarbas sendo oposição, a reaproximação não implica em mudança de posicionamento político e amplia o protagonismo de Pernambuco no jogo político nacional” acrescentou. O ministro lembrou ainda que Eduardo será uma peça muito importante para 2014 e, principalmente para 2018, quando poderá disputar o Planalto. “O ex-presidente Lula disse que Eduardo estará pronto para disputar a Presidência em 2018. Eduardo sempre terá oportunidade (de disputar eleição para presidente), mas a possibilidade de reeleição de Dilma é coisa que se impõe. Os índices de aprovação são recordes. A presidente não só tem o direito de reeleição como está trabalhando e se legitimando. As forças de apoio vão na mesma direção. Agora, têm muito jogo até 2014″, disse.

Quando o assunto é eleição 2012 no Recife, FBC alerta para a necessidade de união na Frente Popular. Sobre as prévias no PT, onde disputam a vaga no partido o atual prefeito João da Costa e o secretário estadual de Governo, Maurício Rands, o ministro prega a necessidade de observação de como será assimilada a indicação do nome do partido. “Todos estão na expectativa do resultado da prévia e como o PT vai administrar o resultado. Mas, o mais importante é como o resultado será assimilado no PT e pela Frente”, reforçou.

Já sobre a possibilidade de se lançar a uma candidatura alternativa pela Frente Popular, Bezerra Coelho mostrou-se cauteloso, lembrando, mais uma vez, que é preciso verificar se o PT, após o embate interno, conseguiu unir as forças legendas. “A partir da decisão da realização de uma prévia é preciso verificar se essas condições permanecem, porque de alguma forma o debate foi estimulado dentro do PT, quando defendíamos um debate dentro da Frente. Até a realização da prévia fazia sentido a Frente apresentar uma alternativa, mas agora estamos diante de um novo quadro, onde as alternativas se procedem dentro do PT. Vamos ver se resultado do PT possa unir a Frente”, finalizou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247