FBC: O fogo amigo acabou

Mostrando-se mais aliviado, o ministro da Integrao Nacional afirmou que a provvel articulao pelo seu processo de fritura, se houve, no existe mais; apesar de no querer entrar em detalhes sobre o assunto, Bezerra indicou que interesses partidrios, na futura reforma ministerial de Dilma, poderiam ter motivado os ataques sofridos por ele

FBC: O fogo amigo acabou
FBC: O fogo amigo acabou (Foto: Renato Araujo/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – Em sua primeira visita a Pernambuco após a série de acusações de favorecimento ao Estado-natal, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), se mostrou mais aliviado e disse que o “fogo amigo” que estaria recebendo acabou. “Pela manifestação que tive (no Congresso, na semana passada), esse fogo amigo, se teve, desapareceu”,garantiu.O socialista considerou que a ofensiva contra ele teria por trás o interesse de partidos que vislumbram, após a tão comentada futura reforma ministerial, um espaço maior no governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

“Estamos vivendo um momento de reforma. É evidente que, às vezes, os interesses partidários podem se aguçar”, disse Fernando Bezerra Coelho, para depois completar: “Espero que cesse. Acredito que os questionamentos levantados, e que foram objeto da minha visita à Comissão Representativa do Congresso, foram devidamente esclarecidos.”

Contudo, o ministro não quis detalhar ou indicar quais seriam os interessados na sua fritura. Nos bastidores, comentam-se dois pontos de partida para o provável fogo amigo. O primeiro seria o do próprio PT, que não estaria satisfeito com a ascensão do PSB e principalmente de seu maior líder, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Sempre mencionado como um provável candidato à Presidência da República, em 2014. O segundo suposto ponto de partida da fritura de FBC seria de partidos como o PMDB, costumeiramente apontado como legenda “insaciável”, quando o assunto é ocupação de cargos no governo.

Fernando Bezerra Coelho esteve no município de Sertânia, no Sertão pernambucano, na manhã da última segunda (16), para assinar ordem de serviço para retomada dos trabalhos do Lote 12 Transposição do Rio São Francisco. Serão investidos R$ 132 milhões no trecho. O ministro aproveitou sua estadia em Pernambuco para visitar, também, o Lote 11 da obra, que teve suas ações retomadas em novembro do ano passado. Atualmente, de acordo com o Ministério da Integração, dos 14 Lotes da intervenção, apenas cinco ainda estariam paralisados.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email