Fesserto: governo quer conceder data-base a partir de janeiro de 2018

Após entidades representantes do funcionalismo público estadual exigirem a concessão integral e imediata da revisão geral anual, a Secretaria de Administração (Secad) teria confirmado proposta de pagamento do índice de 3,98703% apenas a partir de janeiro de 2018; a informação é da Federação dos Fesserto, que defende o reajuste de 6,5%; de acordo com o presidente da entidade, "a Fesserto enaltece e reconhece a decisão acertada dos representantes desses poderes e instituições, que bem souberam valorizar seus servidores concedendo aos mesmos ganho real, como também, parabeniza os servidores desses Poderes visto que a federação representa todos os servidores públicos do Tocantins"

Após entidades representantes do funcionalismo público estadual exigirem a concessão integral e imediata da revisão geral anual, a Secretaria de Administração (Secad) teria confirmado proposta de pagamento do índice de 3,98703% apenas a partir de janeiro de 2018; a informação é da Federação dos Fesserto, que defende o reajuste de 6,5%; de acordo com o presidente da entidade, "a Fesserto enaltece e reconhece a decisão acertada dos representantes desses poderes e instituições, que bem souberam valorizar seus servidores concedendo aos mesmos ganho real, como também, parabeniza os servidores desses Poderes visto que a federação representa todos os servidores públicos do Tocantins"
Após entidades representantes do funcionalismo público estadual exigirem a concessão integral e imediata da revisão geral anual, a Secretaria de Administração (Secad) teria confirmado proposta de pagamento do índice de 3,98703% apenas a partir de janeiro de 2018; a informação é da Federação dos Fesserto, que defende o reajuste de 6,5%; de acordo com o presidente da entidade, "a Fesserto enaltece e reconhece a decisão acertada dos representantes desses poderes e instituições, que bem souberam valorizar seus servidores concedendo aos mesmos ganho real, como também, parabeniza os servidores desses Poderes visto que a federação representa todos os servidores públicos do Tocantins" (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - Após entidades representantes do funcionalismo público estadual exigirem a concessão integral e imediata da revisão geral anual, a Secretaria de Administração (Secad) teria confirmado proposta de pagamento do índice de 3,98703% apenas a partir de janeiro de 2018. A informação é da Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto), que defende o reajuste de 6,5%, mesmo percentual concedido aos funcionários da Assembleia Legislativa, Poder Judiciário, Tribunal de Contas (TCE) e Defensoria Pública.

De acordo com o presidente da entidade, "a Fesserto enaltece e reconhece a decisão acertada dos representantes desses poderes e instituições, que bem souberam valorizar seus servidores concedendo aos mesmos ganho real, como também, parabeniza os servidores desses Poderes visto que a federação representa todos os servidores públicos do Tocantins".

Diante da crise financeira e de índice de revisão maior no ano passado, a Fesserto afirmou que os servidores aceitaram o acordo com o governo estadual para parcelar a data-base. "Quando necessário, nós ajudamos o governo. Agora, é a hora de o governo promover uma política linear de reajuste salarial, sem discriminar quem trabalha no Executivo", afirma Carlos Augusto Melo de Oliveira.

Ao site do Cleber Toledo, o secretário estadual de Administração, Geferson Barros, disse que o governo se posicionará oficialmente "em breve". Anteriormente, o secretário não confirmou e nem negou a possibilidade de pagar a data-base no próximo ano. "Ainda estamos discutindo internamente e com sindicatos. Não está definido", disse ele no dia 8.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247