FGTS liberado para compra de material de construção

A resoluo est no Dirio Oficial da Unio. De acordo com dados do governo, 33 milhes de brasileiros com carteira assinada que recolhem recursos ao FGTS tero direito a essa nova linha, mediante emprstimo a ser concedido pelos bancos

FGTS liberado para compra de material de construção
FGTS liberado para compra de material de construção (Foto: Andréa Rêgo Barros/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Agência Brasil

O Diário Oficial da União publica hoje (13) a resolução do conselho curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) que aprovou investimentos de R$ 300 milhões para a aquisição de material de construção.

De acordo com dados do governo, 33 milhões de brasileiros com carteira assinada que recolhem recursos ao FGTS terão direito a essa nova linha de crédito, mediante empréstimo a ser concedido pelos bancos, especialmente a Caixa Econômica Federal.

A linha de crédito voltada para reforma e ampliação de imóveis residenciais é de até R$ 20 mil por pessoa, a uma taxa de 12% ao ano, num prazo de 120 meses. De acordo com o assessor especial do Ministério do Trabalho e Emprego, Paulo Furtado, é a taxa mais barata do mercado. Os recursos poderão ser usados também para a aquisição de materiais específicos como de aquecimento solar, hidrômetros e equipamentos que melhorem a sensibilidade das pessoas com necessidades especiais.

Segundo Furtado, a Caixa tem 30 dias para regulamentar essa medida. A expectativa é que, a partir da primeira quinzena de fevereiro, esses recursos estejam disponíveis para acesso do trabalhador.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email