Fiel a Temer, Josi defende rompimento do PMDB

A deputada federal Josi Nunes (PMDB-TO) afirmou que o País vive um caos e que o PMDB Tocantins defenderá o rompimento com o governo da presidente Dilma, cujo processo de saída do executivo está sendo conduzido pelo vice-presidente da República, Michel Temer; Josi falou em caos; "Temos que aprender a assumir a nossa responsabilidade e capacidade de articulação criativa para mudar a ordem das coisas. Mas felizmente essa espera não é de estagnação, apatia ou desanimo. É sim, de indignação, de protesto, de manifestações, fruto de ações conscientes, ou não, mas é extremamente rico o cenário que se apresenta pois significa uma reação fecunda, ativa diante do caos que se apresenta"

Josi Nunes
Josi Nunes (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - A deputada federal Josi Nunes (PMDB-TO) afirmou nesta segunda-feira (28) que o País vive um caos e que o PMDB Tocantins defenderá o rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). "Diante dos fatos o PMDB do Tocantins reuniu na semana passada e tomamos então a nossa decisão: defenderemos na reunião de amanhã (29), a reunião do PMDB, o rompimento com o governo e a entrega imediata de todos os cargos", disse.

De acordo com a parlamentar, o Brasil vive uma profunda crise moral, ética, política social e econômica. Josi falou em caos. "Temos que aprender a assumir a nossa responsabilidade e capacidade de articulação criativa para mudar a ordem das coisas. Mas felizmente essa espera não é de estagnação, apatia ou desanimo. É sim, de indignação, de protesto, de manifestações, fruto de ações conscientes, ou não, mas é extremamente rico o cenário que se apresenta pois significa uma reação fecunda, ativa diante do caos que se apresenta", complementou.

A peemedebista afirmou que a crise no País é reflexo de um povo que questiona o modelo atual de gestão e busca novas alternativas sintonizadas com os reclames da sociedade. "Esta crise é reflexo do desejo de progresso social e econômico. Esta crise é sinal de indignação a uma camada dirigente que perdeu o valor ético na condução da coisa pública", acrescentou.

Para Josi, as manifestações traduzem o desejo de mudança. "Traduzem o desejo de mudança, traduzem o rompimento com este cenário degradante e vergonhoso da corrupção que rouba sonhos e esperanças", complementou. Ela disse que o impeachment não é um golpe. "O impeachment é uma realidade e não é um golpe. Nós do PMDB temos responsabilidade diante dos fatos, pois apoiamos este governo e continuamos fazendo parte do mesmo, mas o limite se esgotou" , sustentou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247