Fiesp oficializa apoio ao impeachment de Dilma

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) oficializou nesta segunda (14) posição favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff; decisão foi tomada em reunião do conselho de representantes e da diretoria da Fiesp e anunciada pelo presidente da entidade, Paulo Skaf, que é filiado ao PMDB e considerado porta-voz do vice-presidente Michel Temer junto ao empresariado; "Baseados nesta pesquisa (que apontou que 91% dos empresários da indústria paulista são a favor do impeachment), nós aprovamos por unanimidade o apoio ao andamento do processo de impeachment", disse; entre os argumentos para apoiar o impedimento ele citou "a falta do ajuste fiscal, o estouro das contas de 2015, e o fato de o Brasil estar crescendo menos 3,5%, enquanto o mundo cresce 3% positivos"

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) oficializou nesta segunda (14) posição favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff; decisão foi tomada em reunião do conselho de representantes e da diretoria da Fiesp e anunciada pelo presidente da entidade, Paulo Skaf, que é filiado ao PMDB e considerado porta-voz do vice-presidente Michel Temer junto ao empresariado; "Baseados nesta pesquisa (que apontou que 91% dos empresários da indústria paulista são a favor do impeachment), nós aprovamos por unanimidade o apoio ao andamento do processo de impeachment", disse; entre os argumentos para apoiar o impedimento ele citou "a falta do ajuste fiscal, o estouro das contas de 2015, e o fato de o Brasil estar crescendo menos 3,5%, enquanto o mundo cresce 3% positivos"
A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) oficializou nesta segunda (14) posição favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff; decisão foi tomada em reunião do conselho de representantes e da diretoria da Fiesp e anunciada pelo presidente da entidade, Paulo Skaf, que é filiado ao PMDB e considerado porta-voz do vice-presidente Michel Temer junto ao empresariado; "Baseados nesta pesquisa (que apontou que 91% dos empresários da indústria paulista são a favor do impeachment), nós aprovamos por unanimidade o apoio ao andamento do processo de impeachment", disse; entre os argumentos para apoiar o impedimento ele citou "a falta do ajuste fiscal, o estouro das contas de 2015, e o fato de o Brasil estar crescendo menos 3,5%, enquanto o mundo cresce 3% positivos" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) oficializou nesta segunda-feira (14) posição favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. A decisão foi tomada em reunião com a presença do conselho de representantes e da diretoria da Fiesp  e anunciada pelo presidente da entidade, Paulo Skaf, em coletiva de imprensa após o encontro. Skaf é filiado ao PMDB e considerado porta-voz do vice-presidente Michel Temer junto ao empresariado.

"Baseados nesta pesquisa (que apontou que 91% dos empresários da indústria paulista são a favor do impeachment), nós aprovamos por unanimidade o apoio ao andamento do processo de impeachment", disse Skaf.

Após o anúncio, Skaf listou as razões conjunturais que resultaram na decisão. "Devido às circunstâncias políticas e econômicas do Brasil, devido ao momento que nós chegamos, devido à falta do ajuste fiscal que durante todo o ano foi anunciado e não foi feito, devido ao fato de o governo comemorar o estouro das contas de 2015, quando deveria ir a público pedir desculpas, devido à perspectiva do próximo ano de estouro do orçamento, ao fato de o Brasil estar crescendo menos 3,5%, enquanto o mundo cresce 3% positivos", enumerou.

Segundo levantamento realizado pela federação, que ouviu 1.113 empresas paulistas entre 9 e 15 de novembro, o impedimento é defendido por 91% dos empresários. Apenas 5,9% se disseram contra e 3,1% não responderam ao questionamento. A pesquisa também aferiu que 85,4% das empresas apoiam a medida, enquanto 4,9% a rechaçam e 9,7% não se posicionaram. Segundo a Fiesp, 91,9% dos empresários defenderam que a entidade se posicione a respeito do processo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email