FIFA: Messi é o melhor; Neymar fez gol mais bonito

Ronaldo, o Fenmeno, fez o anncio: argentino do Barcelona vence eleio pela terceira vez; Neymar marcou o gol mais bonito; assista abaixo ao golao da joia da Vila

FIFA: Messi é o melhor; Neymar fez gol mais bonito
FIFA: Messi é o melhor; Neymar fez gol mais bonito (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O atacante Lionel Messi foi eleito nesta segunda-feira, pelo terceiro ano seguido, o melhor jogador de futebol do mundo. O argentino do Barcelona recebeu a Bola de Ouro da Fifa relativa a 2011 das mãos do ex-atacante Ronaldo, também tricampeão, em 1996 1997 e 2002 - além deles, só Zidane também recebeu o prêmio três vezes. Os demais finalistas eram Xavi Hernandez e Cristiano Ronaldo.

A festa na Suíça foi toda do Barcelona. O técnico Pep Guardiola completou a dobradinha, sendo eleito o melhor técnico do mundo em 2011. Para a seleção ideal foram escolhidos cinco jogadores do clube: Daniel Alves, Piqué, Xavi, Iniesta e Messi. A equipe teve ainda quatro do Real Madrid (Casillas, Xabi Alonso, Sergio Ramos e Cristiano Ronaldo) e dois do Manchester United (Vidic e Rooney). Os atletas do Real, que viajam para Málaga, onde vão jogar na terça contra o time da casa, mandaram um vídeo para agradecer a escolha.

A premiação consagra mais um ano perfeito de Messi e do Barcelona. No Campeonato Espanhol, o clube catalão foi tricampeão com duas rodadas da antecipação - ele fez 31 gols e deu 18 assistências em 33 jogos. Duas semanas depois, a equipe faturaria a Liga dos Campeões, com Messi marcando um gol na final contra o Manchester United e sendo eleito o melhor da decisão. No Mundial de Clubes, novamente Messi brilhou, com dois gols na goleada por 4 a 0 sobre o Santos na final. Por isso foi eleito o melhor do torneio promovido pela Fifa.

O jogador foi o artilheiro da Liga dos Campeões (12 gols), da Copa do Rei (sete gols) e do Mundial de Clubes (dois gols). Ele ainda marcou dois gols na Supercopa da Espanha e um na Supercopa Europeia. Fechou 2011 tendo marcado gols em todos os torneios que disputou com o Barcelona. Não à toa, também já havia sido eleito também o melhor da Europa, pela Uefa.

Na temporada 2011/2012, Messi já participou de 17 jogos do Campeonato Espanhol, tendo marcado 17 gols. Na Liga dos Campeões foram cinco partidas e seis gols. Já na Copa do Rei, fez apenas dois jogos, mas balançou as redes três vezes. Assim, segue com uma média de mais de um gol por jogo na temporada.

Pela seleção argentina, porém, Messi segue sem apresentar seu melhor futebol. Na Copa América, torneio mais importante do ano, ele não fez gols e a Argentina foi eliminada nas quartas de final. Pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, marcou dois gols em quatro jogos, mas viu seu time passar vergonha ao perder para a Venezuela e empatar em casa com a Bolívia.

Esta foi a segunda edição do atual formado do prêmio de melhor do mundo da Fifa. Até 2009, a entidade máxima do futebol promovia a sua eleição com a participação dos capitães e dos técnicos de todas as seleções nacionais do futebol mundial. Paralelamente, jornalistas do mundo todo elegiam o vencedor da Bola de Ouro, promovida pela revista francesa France Football.

Em 2010, Fifa e France Football se uniram para promover uma única premiação, com votos de jornalistas, técnicos e capitães de seleções nacionais, que poderiam escolher o melhor jogador do mundo a partir de uma lista com 23 nomes. Naquele ano também foram criados os prêmios de melhor técnico no futebol masculino e o gol mais bonito do ano, entre outros. Neste ano, o Bola de Ouro também ganhou a eleição de uma seleção ideal.

Entre os técnicos, Pep Guardiola conquistou pela primeira vez o prêmio instituído no ano passado, quando o vencedor foi José Mourinho. O português do Real Madrid era um dos finalistas, assim com como Alex Ferguson, do Manchester United. Antes da entrega do prêmio, o inglês recebeu o Prêmio Presidencial, que, segundo explica a Fifa, "é concedido a uma pessoa ou instituição que tenha dado uma contribuição superlativa para o futebol sem buscar chamar todas as atenções para si". Foi a primeira vez que um treinador foi agraciado.

Gol mais bonito

Fora da lista dos três melhores jogadores do mundo em 2011, o atacante Neymar não saiu com as mãos abanando da cerimônia da Bola da Ouro da Fifa, nesta segunda-feira, em Zurique. O primeiro gol que ele marcou contra o Flamengo, no dia 27 de julho, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro, foi eleito em votação popular como o gol mais bonito de 2011, rendendo a ele o Prêmio Puskas.

O gol foi um dos 10 escolhidos como elegíveis pela Fifa, único marcado no Brasil e também único anotado por jogador brasileiro. Depois, a lista foi reduzida a três e Neymar concorria com Messi e Wayne Rooney. O argentino, por um gol que fez contra o Villarreal, driblando o goleiro com uma cavadinha na bola. Já o inglês disputava o prêmio com a bicicleta perfeita com que marcou um gol no clássico contra o Manchester City.

Neymar recebeu o prêmio pelo terceiro gol do Santos em um jogo histórico contra o Flamengo. A equipe santista vencia por 2 a 0 quando o atacante recebeu pela meia esquerda, driblou dois adversários em um espaço curto e tocou para Borges. Apresentou-se para receber de volta e, na entrada da área, passou por Ronaldo Angelim com um drible da vaca. Depois, tocou na saída de Felipe. Com um show de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo ainda viraria aquele jogo na Vila Belmiro e venceria por 5 a 4.

O Prêmio Puskas homenageia o ex-jogador húngaro Ferenc Puskas e foi instituído em 2009, quando Cristiano Ronaldo foi o vencedor. No ano passado, quem venceu foi o turco Altintop. A votação, feita a partir do site da Fifa, ficou aberta do dia 5 de dezembro até minutos antes da entrega do prêmio.

Confira a seleção ideal de 2011:

Ilker Casillas (Real Madrid/Espanha)

Daniel Alves (Barcelona/Brasil)

Gerard Piqué (Barcelona/Espanha)

Sergio Ramos (Real Madrid/Espanha)

Nemanja Vidic (Manchester United/Sérvia)

Xabi Alonso (Real Madrid/Espanha)

Xavi Hernandez(Barcelona/Espanha)

Andrés Iniesta (Barcelona/Espanha)

Lionel Messi (Barcelona/Argentina)

Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Portugal)

Wayne Rooney (Manchester United/Inglaterra)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email