Fifa realiza nova vistoria na Arena Pernambuco

Esta ser a primeira visita de representantes da entidade mxima do futebol aps a sua cpula externar preocupao com o andamento das obras realizadas em solo pernambucano, ameaando, inclusive, de cancelar a participao do Estado na Copa das Confederaes, em 2013

Fifa realiza nova vistoria na Arena Pernambuco
Fifa realiza nova vistoria na Arena Pernambuco (Foto: Eduardo Martino/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena _PE247 - Representantes da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) farão mais uma vistoria à Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (Grande Recife), nesta sexta-feira (27), para aferir o estágio das obras. A equipe também deve estabelecer novos prazos de execução para o Estado e para o consórcio responsável pela intervenção. Esta será a primeira visita de integrantes da entidade máxima do futebol após a sua cúpula  externar preocupação com o andamento das obras realizadas em solo pernambucano, ameaçando, inclusive, de cancelar a participação do Estado na Copa das Confederações, em 2013.

No início do mês, logo após a crítica da Fifa, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marín, veio ao Estado conferir de perto o estágio das obras da Arena PE. Apesar do alarde da entidade internacional, o dirigente brasileiro se disse satisfeito com o andamento das intervenções em Pernambuco, assegurando que tudo estaria correndo de acordo com o cronograma traçado pelo COL.

O consórcio responsável pelo empreendimento é formado pela Construtora Norberto Odebrecht (CNO), que opera o estádio, e pela Odebrecht Participações e Investimentos (OPI), que opera a Cidade da Copa, ou seja, todas as obras no entorno do Arena PE. Vale ressaltar que a Parceria Público-Privada (PPP) é apenas em relação ao estádio. Já a Cidade da Copa é um investimento exclusivamente privado, no qual a empresa norte-americana AEG Facilities foi contratada para fazer a gestão do empreendimento durante 33 anos.

A Arena Pernambuco está orçada em R$ 532 milhões, sendo R$ 280 milhões provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), R$ 250 milhões do Banco Nacional do Nordeste (BNB) e R$ 70 milhões de um banco comercial.

Com a proposta de erguer um bairro planejado, numa área de 240 hectares, onde também está sendo erguido o estádio, o consórcio Arena Pernambuco trabalha com quatro pilares: o entretenimento, com a construção de shopping, cinema, teatro e ginásio esportivo, por exemplo; o aprendizado, com a ida do campus da UPE pra Cidade da Copa; a moradia, com a construção do Reserva São Lourenço, e, por fim, o trabalho, com a construção de empresariais.

Leia mais: “Estamos tranquilos quanto a Pernambuco”

Recife pode ficar de fora da Copa das Confederações

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email