Fim da linha para Barrichello?

Contrato firmado entre Bruno Senna e Williams deve pr fim carreira de Rubinho, que ainda busca patrocnio e tem como nica opo correr pela inexpressiva Hispania

Fim da linha para Barrichello?
Fim da linha para Barrichello? (Foto: Shutterstock)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Falta apenas o anúncio oficial, mas já é dada como certa a contratação de Bruno Senna pela Williams. O sobrinho de Ayrton Senna deve correr pela equipe britãnica em 2012, e no lugar de outro brasileiro, o longevo Rubens Barrichello. O contrato, que inclui patrocínio da OGX, empresa do grupo EBX, de Eike Batista, da Embratel e da Gillete/P&G, foi assinado na manhã desta segunda-feira.

A notícia é boa para o sobrinho de Senna, mas deve encerrar definitivamente a carreira de Barrichello, que ainda procura patrocinadores interessados em bancá-lo na próxima temporada. O problema é que, agora, só tem lugar para ele na inexpressiva equipe Hispania. O acerto de Senna tira a possibilidade de Rubinho continuar na Williams, finalizando uma trajetória de 19 anos e mais de 300 GPs na categoria.

Para os demais pilotos, o veterano brasileiro, vice-campeão em 2002 e 2004, não deveria se rebaixar para continuar na categoria, ainda mais se for para não ter um carro competitivo. Em novembro do ano passado dias antes do Grande Prêmio do Brasil, o brasileiro Felipe Massa havia aconselhou o amigo Barrichello a parar de correr para não correr o risco de ter uma aposentadoria forçada na F1. "Eu dei um conselho: que pare. Para mim, Barrichello teve uma carreira incrível na F1. É o piloto que mais GPs disputou e o que mais vitórias acumulou. É uma carreira que muitos pilotos sonhariam ter", disse Massa.

Rubinho teria que buscar um partrocínio para garantir sua permanência na categoria e circularam especulações de que a Nestlé poderia ser uma empresa interessada, mas a informação foi negada pela assessoria do piloto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email