Fiscais corruptos de SP gastaram R$ 62 mi em imóveis

Os onze fiscais investigados na máfia do ICMS, a serviço da Secretaria da Fazenda do governo Alckmin (PSDB), compraram ou venderam em seus nomes ao menos 143 imóveis; na lista estão casarões em bairros nobres da capital, apartamentos de frente para a praia em Niterói (RJ) e fazendas no Centro-Oeste; dois desses agentes fiscais tiveram seus bens bloqueados: 27 propriedades do servidor José Roberto Fernandes e 11 imóveis de Eduardo Takeo Komaki

Os onze fiscais investigados na máfia do ICMS, a serviço da Secretaria da Fazenda do governo Alckmin (PSDB), compraram ou venderam em seus nomes ao menos 143 imóveis; na lista estão casarões em bairros nobres da capital, apartamentos de frente para a praia em Niterói (RJ) e fazendas no Centro-Oeste; dois desses agentes fiscais tiveram seus bens bloqueados: 27 propriedades do servidor José Roberto Fernandes e 11 imóveis de Eduardo Takeo Komaki
Os onze fiscais investigados na máfia do ICMS, a serviço da Secretaria da Fazenda do governo Alckmin (PSDB), compraram ou venderam em seus nomes ao menos 143 imóveis; na lista estão casarões em bairros nobres da capital, apartamentos de frente para a praia em Niterói (RJ) e fazendas no Centro-Oeste; dois desses agentes fiscais tiveram seus bens bloqueados: 27 propriedades do servidor José Roberto Fernandes e 11 imóveis de Eduardo Takeo Komaki (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Os onze fiscais de São Paulo investigados na máfia do ICMS compraram ou venderam em seus nomes ao menos 143 imóveis, no valor total de R$ 62 milhões. Na lista estão casarões em bairros nobres da capital paulista, apartamentos de frente para a praia em Niterói (RJ) e fazendas no Centro-Oeste, segundo reportagem de Arthur Rodrigues e Giba Bergamin Jr..

A serviço da Secretaria da Fazenda de SP, eles são acusados de cobrar propina de empresários para reduzir a cobrança do imposto e barrar multas por sonegação.

Dois desses agentes fiscais tiveram seus bens bloqueados: 27 propriedades do servidor José Roberto Fernandes e 11 imóveis de Eduardo Takeo Komaki (leia mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247