Florence: Temer vestiu a camisa do golpe e destruiu o País

Líder da oposição no Congresso, o deputado baiano Afonso Florence (PT) continua a defender a saída de Michel Temer, mas não por via do Tribunal Superior Eleitoral, que pode concluir nesta teça-feira o julgamento da ação proposta pelo PSDB contra a chapa Dilma-Temer; "De jeito nenhum queremos que o resultado seja desfavorável no TSE. Eles querem se desvencilhar agora. As contas de Dilma foram aprovadas pelo TCU e auditadas pelo TSE. Temer precisa sair do cargo já, mas não assim. Ele vestiu a camisa do impeachment. Disse que ia estabilizar o país e fez o que fez. Supondo que o impeachment tivesse sido legal, ele devia conduzir o país a novas eleições. Já há provas de corrupção contra Temer", diz Florence

Brasília - Deputado Afonso Florence fala durante sessão para votação da autorização ou não da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, no plenário da Câmara dos Deputados. ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - Deputado Afonso Florence fala durante sessão para votação da autorização ou não da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, no plenário da Câmara dos Deputados. ( Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Líder da oposição no Congresso, o deputado baiano Afonso Florence (PT) continua a defender a saída de Michel Temer, mas não por via do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que pode concluir nesta teça-feira o julgamento da ação proposta pelo PSDB contra a chapa Dilma-Temer, eleita em 2014, por abuso de poderes econômico e político.

"De jeito nenhum queremos que o resultado seja desfavorável no TSE. Eles querem se desvencilhar agora. As contas de Dilma foram aprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e auditadas pelo TSE. Temer precisa sair do cargo já, mas não assim. Ele vestiu a camisa do impeachment. Disse que ia estabilizar o país e fez o que fez. Supondo que o impeachment tivesse sido legal, ele devia conduzir o país a novas eleições. Já há provas de corrupção contra Temer", diz Florence.

O deputado avalia ainda que "a saída de Temer será benéfica à Bahia e ao Brasil". Ele está destruindo o País, cortando recursos de programas revolucionários, como Ciência sem Fronteiras, Minha Casa Minha Vida, PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) etc. Cortar gastos é uma coisa. Cortar recursos sociais é outra completamente diferente".

Florence disse ao jornal Tribuna da Bahia que é "ilusória" a informação de aliados de que a PEC (proposta de emenda à Constituição) que prevê eleições diretas no caso de Temer sair só valeria após um ano de sua promulgação.

"Não vi isso escrito em lugar nenhum da Constituição. Claro que não seria aprovada hoje e as eleições já aconteceriam amanhã. Mas num prazo de até uns 90 dias daria para o TSE convocar eleições diretas. Só a vontade do povo pode tirar o País do buraco em que Temer, PSDB e DEM jogaram o Brasil".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247