Fluxo de estrangeiros cresce mais de 300% em AL

Cerca de 60% dos estrangeiros que desembarcaram em Alagoas no ano passado são turistas argentinos, que é hoje o principal mercado emissor internacional para terras alagoanas; de acordo com dados da Infraero, foram 10.718 desembarques de estrangeiros no Estado no ano passado; o fluxo de passageiros internacionais cresceu 320% em 2017, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares; pouco diante do potencial e muito se comparado com 2016, quando a movimentação foi de apenas 2.542 passageiros internacionais

Cerca de 60% dos estrangeiros que desembarcaram em Alagoas no ano passado são turistas argentinos, que é hoje o principal mercado emissor internacional para terras alagoanas; de acordo com dados da Infraero, foram 10.718 desembarques de estrangeiros no Estado no ano passado; o fluxo de passageiros internacionais cresceu 320% em 2017, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares; pouco diante do potencial e muito se comparado com 2016, quando a movimentação foi de apenas 2.542 passageiros internacionais
Cerca de 60% dos estrangeiros que desembarcaram em Alagoas no ano passado são turistas argentinos, que é hoje o principal mercado emissor internacional para terras alagoanas; de acordo com dados da Infraero, foram 10.718 desembarques de estrangeiros no Estado no ano passado; o fluxo de passageiros internacionais cresceu 320% em 2017, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares; pouco diante do potencial e muito se comparado com 2016, quando a movimentação foi de apenas 2.542 passageiros internacionais (Foto: Voney Malta)

Por Edivaldo  Júnior/Gazetaweb.com - Encontrar gringos nas praias de Alagoas não é tão comum quanto gostariam os empresários do setor de turismo. Os turistas que desembarcam por aqui são todos, ou quase, “made in Brazil”.

Mas as estatísticas começaram a mudar. O fluxo de passageiros internacionais cresceu 320% em 2017, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares.

De acordo com dados da Infraero, foram 10.718 desembarques de estrangeiros no Estado no ano passado. Pouco diante do potencial. Muito se comparado com 2016, quando a movimentação foi de apenas 2.542 passageiros internacionais.

Cerca de 60% dos estrangeiros que desembarcaram por aqui em 2017 são turistas argentinos. A Argentina é hoje o principal mercado emissor internacional para terras alagoanas.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, o crescimento do turismo internacional reflete a concessão de benefícios do Estado, por meio da Sedetur.

O governo concede a redução do ICMS sobre o combustível de aviação, o querosene, de 17% para 12%, para as empresas que trazem novos voos para Alagoas.

“Com esse incentivo, três voos extras foram conquistados, ligando diretamente Maceió à capital Argentina, Buenos Aires”, aponta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Brito também atribuiu os resultados ao trabalho de promoção e divulgação do Destino em países da América Latina como Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. O secretário adianta que o turismo internacional continuará crescendo este ano, tendo em vista que mais voos foram fechados para os meses de janeiro e fevereiro. “Além disso, um novo voo ligando Córdoba a Maceió entrará em operação a partir de maio, fortalecendo os índices também durante a baixa temporada”, aponta.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247