Fogo no Pantanal ameaça área de concentração de onças-pintadas em Mato Grosso

Aproximadamente 51 mil dos quase 109 mil hectares do Parque Estadual Encontro das Águas já foram atingidos pelas chamas. A região concentra a maior quantidade de onças-pintadas no mundo, entre os municípios de Poconé e Barão de Melgaço, ao sul de Cuiabá (MT)

(Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O fogo que destrói o Pantanal já consumiu mais de 45% do Parque Estadual Encontro das Águas, região que concentra a maior quantidade de onças-pintadas no mundo, entre os municípios de Poconé e Barão de Melgaço, ao sul de Cuiabá (MT). Aproximadamente 51 mil dos quase 109 mil hectares do parque já foram atingidos pelas chamas. O parque foi criado em 2004. A informação é do coordenador do Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional de MT (Ciman/MT), tenente-coronel bombeiro militar Dércio Santos da Silva.

"O estado não mede esforços para conter os incêndios e esta área especificamente colocamos como prioridade, diante da grande extensão das áreas do Pantanal. Após as equipes reportarem os incêndios no local, sobrevoamos a região, e definimos um conjunto de estratégias para ações no local, e de otimização dos recursos", afirmou. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo

No mês passado, a Fazenda São Francisco do Perigara, considerada o maior refúgio mundial da arara-azul, perdeu ao menos 70% dos seus cerca de 25 mil hectares, quase todos de vegetação nativa.

Segundo o Corpo de Bombeiros, seis aeronaves estão atuando na região para impedir uma maior devastação do Parque Estadual Encontro das Águas. E cerca de 140 pessoas estão atuando diretamente no combate aos incêndios florestais nas proximidades do Sesc Porto Cercado, Parque Estadual Encontro das Águas e na região da Transpantaneira. São bombeiros militares de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, militares da Marinha e servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do ICMBio, do Ibama e funcionários do Sesc Pantanal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email