Fogo no PSDB: diretório paulista repudia encontro entre Aécio e Temer

"Prove sua inocência, senador, e aí sim retorne ao partido", disse, em nota, o diretório do PSDB da cidade de São Paulo; Michel Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado da presidência do partido após ser acusado de pedir R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista, tiveram uma reunião fora da agenda, na sexta, 18; "A presença de Aécio Neves hoje, em reuniões internas ou públicas, só nos causa desconforto e embaraços"

temer aecio
temer aecio (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - A Executiva do PSDB em São Paulo emitiu uma nota de repúdio aos encontros entre Michel Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado da presidência do partido após ser acusado de pedir R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista, dono da JBS. Na sexta-feira (18), o tucano e o peemedebista tiveram uma reunião fora da agenda.

Diretório municipal do PSDB a soltar uma nota de repúdio. "A presença de Aécio Neves hoje, em reuniões internas ou públicas, só nos causa desconforto e embaraços. Prove sua inocência, senador, e aí sim retorne ao partido", disse diretório. De acordo com o texto, o presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati, é quem pode falar em nome da legenda.

Devido à repercussão negativa da reunião, Temer disse, neste domingo (20), pelo Twitter, que o encontro com Aécio oi para tratar da Cemig, dona de quatro hidrelétricas que o governo federal pretende relicitar para levantar R$ 11 bilhões e reduzir o rombo das contas públicas. "É assunto político. Tema é discutido pelo governo, aliados e equipe econômica", disse o peemedebista.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247