Fontana: jamais ouvi uma frase de Temer condenando Cunha

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) bateu duro no vice-presidente Michel Temer e disse que ele "é sócio do projeto de corrupção de Eduardo Cunha"; “Tomara que o Senado Federal segure esse crime contra a democracia brasileira. Vamos trabalhar muito para frear esse golpe”, disse ainda

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) bateu duro no vice-presidente Michel Temer e disse que ele "é sócio do projeto de corrupção de Eduardo Cunha"; “Tomara que o Senado Federal segure esse crime contra a democracia brasileira. Vamos trabalhar muito para frear esse golpe”, disse ainda
O deputado Henrique Fontana (PT-RS) bateu duro no vice-presidente Michel Temer e disse que ele "é sócio do projeto de corrupção de Eduardo Cunha"; “Tomara que o Senado Federal segure esse crime contra a democracia brasileira. Vamos trabalhar muito para frear esse golpe”, disse ainda (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

RS 247 – “Jamais ouvi uma  única frase de Michel Temer condenando Eduardo Cunha. Temer é sócio de poder e do projeto de corrupção de Cunha”,  declarou o deputado Henrique Fontana (PT/RS) na tribuna na manhã desta quarta-feira (27/04).

O parlamentar denuncia que Cunha se mantém na presidência por um acordo de poder com os golpista para livrá-lo da cassação enquanto Temer quer chegar à presidência sem votos, oferecendo ministérios aos parlamentares que votaram a favor do golpe, apontou. “Se por ventura ocorrer um governo Temer jamais será legítimo e não terá condições de propor um pacto real para o país”, resume. Se Temer fosse candidato a presidente não teria nem 3% dos votos, mostram  pesquisas recentes.

O deputado alertou que se o Senado Federal não trouxer o país de volta à normalidade democrática, votando contra o golpe parlamentar em andamento, Cunha será vice-presidente da República. “Tomara que o Senado Federal segure esse crime contra a democracia brasileira. Vamos trabalhar muito para frear esse golpe”. 

Henrique Fontana assegura que está em curso um tipo moderno de golpe que substitui o uso de armas por uma eventual maioria parlamentar,  ilegítima para governar. “Este  golpe não é solução para nada. Isso só vai piorar a nossa crise política”, resume. 

Omissão do STF desrespeita o país

Fontana declarou que o Supremo Tribunal Federal falhou com o país ao não julgar o pedido de afastamento de Eduardo Cunha feito pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot há quatro meses, mostrando 11 motivos para tirá-lo da presidência.

“O Brasil não suporta mais um símbolo da corrupção conduzindo a Câmara dos Deputados. O STF está falhando com seu papel junto aos brasileiros”, acentuou.

Obstruir votações até saída de Cunha

“Vamos obstruir as votações na  Câmara dos Deputados porque não queremos mais fazer sessão dirigida por um ladrão, um  corrupto”, declarou Fontana, expondo posição da Bancada do PT. 

 “O país e está paralisado por conta desta aventura de desrespeitar o resultado da eleição”, apontou o parlamentar. A origem do golpe é a inconformidade dos que perderam quatro eleições consecutivas  e se uniram para derrubar um governo democraticamente eleito para fazer um governo de conciliação dos sem voto e sem legitimidade”,

Fontana  questiona por que 90% dos deputados que respondem a processos e condenados em primeira instância votaram a favor do golpe? Ele responde que a  ideia dos golpistas não é combater a corrupção, mas combater o PT apenas  e derrubar um governo legitimamente eleito com 54 milhões de votos. 

Sociedade dividida

Cerca de 75% dos deputados votaram a favor do golpe e 50% da população é contra. Há desintonia com a sociedade real. Metade da sociedade brasileira já está contra o golpe, a sociedade está dividida. Não concorda com o que foi votado pelo parlamento no dia 17. “O poder econômico domina boa parte das cadeiras deste parlamento.  Um dos problemas estruturais do Brasil é mudar o sistema político”, defende Henrique Fontana.

Relator da reforma política na legislatura passada e forte defensor do fim do financiamento empresarias nas eleições, Fontana sofreu forte oposição de Eduardo Cunha. O parlamentar gaúcho defende uma constituinte exclusiva para mudar profundamente  o sistema político brasileiro que entende é saída para o Brasil.

“Vamos com muita convicção continuar denunciando em todo o mundo e em todos os espaços da sociedade este golpe que só vai piorar o Brasil”, finaliza. 

Acompanhe o pronunciamento na tribuna: 

https://www.youtube.com/watch?v=-16BwSGmlv8&feature=youtu.be

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email