Fontana pede reunião de emergência no STF sobre caso Lula

Deputado federal Henrique Fontana (PT/RS) fez um apelo ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, para que marque o julgamento sobre a nomeação do ex-presidente Lula como ministro-chefe da Casa Civil para a próxima semana no Pleno, para que seja avaliada por um maior número de ministros com maior imparcialidade; “Gilmar Mendes é um ministro partidarizado e sem isenção para julgar o ex-presidente Lula. Ele joga com a oposição e é a favor do golpe”, disse Fontana

Fontana pede reunião de emergência no STF sobre caso Lula
Fontana pede reunião de emergência no STF sobre caso Lula (Foto: Fabio Pozzebom/Agencia Brasil)

RS 247 - Nesta manhã de sábado (19), o deputado federal Henrique Fontana (PT/RS) publicou no Twitter um apelo ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, para que o julgamento da nomeação do ex-presidente Lula como Ministro Chefe da Casa Civil seja feito pelo Pleno com a maior brevidade possível.

Nesta sexta-feira (18) o ministro do STF Gilmar Mendes cassou a nomeação de Lula como ministro da presidente Dilma Rousseff.

“Gilmar Mendes é um ministro partidarizado e sem isenção para julgar o ex-presidente Lula. Ele joga com a oposição e é a favor do golpe”, afirmou na mesma rede social. “Confio no Judiciário Brasileiro e no Supremo Tribunal Federal. Critico alguns juízes que se partidarizaram como Sérgio Moro e Gilmar Mendes”. Para Fontana, as argumentações de Mendes tem "baixo conteúdo jurídico e alto conteúdo político". 

O STF entrou em recesso branco na próxima semana devido ao feriado da Semana Santa e não tem nenhuma reunião ordinária do Pleno agendada. Para fazer este julgamento, Fontana pede que seja chamada uma sessão extraordinária pela gravidade da situação.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247