Fontana: prisão de Cunha vai acelerar queda do governo Temer

"A prisão de Cunha vai desencadear um conjunto de mudanças em todo o cenário político brasileiro. O governo Temer, além de ilegítimo, é marcado pela corrupção. Minha expectativa é que não se sustentará até final 2018", avaliou o deputado Henrique Fontana (PT-RS); ele também cobrou agilidade da Justiça na homologação das delações da Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez e Delta

Fontana: prisão de Cunha vai acelerar queda do governo Temer
Fontana: prisão de Cunha vai acelerar queda do governo Temer (Foto: Fabio Pozzebom/Agencia Brasil)

247 - O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) disse que uma eventual delação premiada do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – preso nesta quarta-feira (19) por determinação do juiz federal Sérgio Moro – deverá acelerar a queda do governo Michel Temer.

"A prisão de Cunha vai desencadear um conjunto de mudanças em todo o cenário politico brasileiro. O Governo Temer, além de ilegítimo, é marcado pela corrupção. Minha expectativa é que não se sustentará até final 2018", avaliou Fontana.

O parlamentar também cobrou agilidade à Justiça, ao Supremo Tribunal Federal e à Procuradoria-Geral da República para que homologuem as delações premiadas dos executivos das empreiteiras Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez e Delta, além do operador do PMDB, Sérgio Machado, que relatam o envolvimento de ministros e partidos que integram o governo Temer, de maneira a possibilitar a realização de novas eleições em 2017.

"Se cair depois de janeiro quem elege o presidente é o plenário da Câmara dos Deputados, que é incapaz e sem legitimidade para fazer uma eleição como essa. A prisão é um pedaço da Justiça, mas o importante é que a prisão dele apresse a queda do governo golpista para termos eleições diretas e o povo possa de fato escolher quem quer que governe o país", ressaltou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247