Fórum discute aumento do intercâmbio entre EUA e Brasil

A iniciativa visa fomentar o contato entre as instituições de ensino locais com as americanas para potencializar os negócios e turismo de educação; o gasto médio do turista que viaja para estudar é de US$ 2,6 mil com permanência média de 53 dias

Fórum discute aumento do intercâmbio entre EUA e Brasil
Fórum discute aumento do intercâmbio entre EUA e Brasil (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 - De olho em atrair cada vez mais turistas americanos para o Brasil, a Amcham-Recife (Câmara Americana de Comércio), o Consulado dos EUA em Recife, as secretarias estaduais e municipais de Turismo novas oportunidades serão trabalhadas para o turismo educacional entre os dois países. Segundo dados da Unesco, são mais de cem milhões de estudantes de ensino superior no mundo e 2,7 milhões cursam faculdade fora do país de origem. Em 2025, o número tende a alcançar os oito milhões.

Para tratar do assunto, reitores e representantes de universidades locais estiveram presentes no Universidade Global, fórum que aconteceu no Recife Antigo com a presença do secretário de Turismo do Recife, Carlos Braga, da gerente regional da Amcham-Recife, Alessandra Borba, do secretário de Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Marcelino Granja, e da coordenadora geral de Estruturação de Produtos da Embratur, Patrícia Fernandes.

“A iniciativa visa fomentar o contato entre as instituições de ensino locais com as americanas para potencializar os negócios e turismo de educação”, disse Alessandra Borba.

“Temos voos para os Estados Unidos via American Airlines, Copa Airlines e estamos em negociação de nova frequência para Nova York. Essa iniciativa do Universidade Global deve contribuir para aumentar o fluxo turístico e a troca de conhecimentos, estreitando as relações entre os EUA e Pernambuco”, comentou o secretário Carlos Braga.

A Embratur aponta que 104 mil turistas que desembarcam no Brasil tem como foco o estudo. “Queremos nos aproximar mais da academia, visando o turismo e intercâmbio, inserindo no rol dos produtos de promoção do Brasil no exterior”, afirma Patrícia Fernandes.

De acordo com dados da Organização Mundial do Turismo (OMT), o gasto médio do turista que viaja para estudar é de US$ 2,6 mil com permanência média de 53 dias. Além disso, 70% dos que viajam para estudar tem entre 16 e 29 anos. Os estudantes representam 20% do volume de viagens internacionais.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email