CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Fórum Empresarial quer diálogo com João Alves sobre redução do ISS

O novo coordenador do Fórum disse ser inadmissível que, ao ser empossado, os prefeitos desfaçam ações deixadas pelos gestores anteriores; “isto precisa mudar. O prefeito anterior concedeu o benefício que reduzia o ISS de 5% para 2%, mas o novo prefeito retirou e só manteve a redução do imposto para a empresa de call center que se instalará em Aracaju. Manteve para quem vem de fora e retirou de nós que estamos na cidade há 20 anos”, afirmou

Fórum Empresarial quer diálogo com João Alves sobre redução do ISS
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Valter Lima, do Sergipe 247 – Ao tomar posse na tarde desta quinta-feira (21), como coordenador do Fórum Empresarial de Sergipe, o empresário Roger Dantas Barros, cobrou da administração municipal que reveja a decisão de retirar o benefício fiscal da redução do Imposto Sobre Serviços (ISS) para empresas de Tecnologia da Informação instaladas em Aracaju. O secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Walker Carvalho, presente no evento, se comprometeu em abrir o diálogo entre a Prefeitura e o setor de TI.

O novo coordenador do Fórum disse ser inadmissível que, ao ser empossado, os prefeitos desfaçam ações deixadas pelos gestores anteriores. “Isto precisa mudar. O prefeito anterior concedeu o benefício que reduzia o ISS de 5% para 2%, mas o novo prefeito retirou e só manteve a redução do imposto para a empresa de call center que se instalará em Aracaju. Manteve para quem vem de fora e retirou de nós que estamos na cidade há 20 anos”, protestou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Ele ainda criticou o fato da atual gestão insistir na crítica à administração passada. “Se existem o Ministério Público, o Tribunal de Contas e o Tribunal de Justiça, que são órgãos fiscalizadores, não tem necessidade da crítica a quem já encerrou seu mandato, porque no final, nada ocorre”, afirmou.

Ao tomar a palavra, o secretário municipal Walker Carvalho disse que a lei só foi sancionada pelo ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) ao final do mandato, sem prever como o recurso do benefício seria reposto, além de afirmar que a renúncia fiscal representaria menos R$ 40 milhões nas contas da prefeitura, o que foi rebatido por Roger Dantas Barros.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O empresário frisou que, embora tenha sido aprovada apenas no final do mandato anterior, a solicitação do setor foi feita há quatro anos e garantiu que o montante que a prefeitura perderá com a renúncia fiscal é de R$ 1,5 milhão e já está prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias, não repercutindo em prejuízo à nova administração.

“O ainda candidato João Alves Filho disse no almoço da Associação Comercial de Sergipe que não criaria e nem aumentaria nenhum novo imposto, mas descumpriu, além disso, nós procuramos o secretário Nilson Lima, antes mesmo do benefício ser retirado, mas ele não nos recebeu”, afirmou Roger Barros.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os empresários de TI estão conversando com as prefeituras de municípios vizinhos, para viabilizar a migração dos empreendimentos deles para outra cidade, onde exista o benefício fiscal. Diante da explanação feita por ele, Walker Carvalho se comprometeu em abrir o diálogo com a prefeitura e informar ao prefeito João Alves Filho sobre a demanda do setor.

Além da discussão em torno da redução do ISS, Roger Barros falou, em seu discurso de posse, sobre a necessidade urgente do país passa pelas reformas tributária, política e trabalhista. “Ninguém suporta 40% de impostos para as empresas. É urgente que se acabe a guerra fiscal existente entre Estados e municípios”, disse o novo coordenador do Fórum Empresarial. Ele também criticou a realização de eleições a cada dois anos no País.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Foto: Portal Infonet

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO