Freitas Neto pode concorrer ao governo em 2018

O ex-governador Freitas Neto (PSDB) pode ser o nome das oposições para concorrer com o "Índio", como o governador Wellington Dias (PT) vem sendo chamado pelos adversários, na disputa pelo Governo do Estado em 2018; várias forças políticas ligadas a partidos tradicionalmente contra o atual governo, como DEM, PSDB, PSB e até setores do PTB e do PDT, trabalham para lançar uma chapa forte o suficiente para concorrer com alguma chance de vencer o “blocão do Karnak", como está sendo chamado a grande aliança que apoia o governador Wellington Dias

O ex-governador Freitas Neto (PSDB) pode ser o nome das oposições para concorrer com o "Índio", como o governador Wellington Dias (PT) vem sendo chamado pelos adversários, na disputa pelo Governo do Estado em 2018; várias forças políticas ligadas a partidos tradicionalmente contra o atual governo, como DEM, PSDB, PSB e até setores do PTB e do PDT, trabalham para lançar uma chapa forte o suficiente para concorrer com alguma chance de vencer o “blocão do Karnak", como está sendo chamado a grande aliança que apoia o governador Wellington Dias
O ex-governador Freitas Neto (PSDB) pode ser o nome das oposições para concorrer com o "Índio", como o governador Wellington Dias (PT) vem sendo chamado pelos adversários, na disputa pelo Governo do Estado em 2018; várias forças políticas ligadas a partidos tradicionalmente contra o atual governo, como DEM, PSDB, PSB e até setores do PTB e do PDT, trabalham para lançar uma chapa forte o suficiente para concorrer com alguma chance de vencer o “blocão do Karnak", como está sendo chamado a grande aliança que apoia o governador Wellington Dias (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí Hoje - O ex-governador Freitas Neto pode ser o nome das oposições para concorrer com o "Índio", como o governador Wellington Dias (PT) vem sendo chamado pelos adversários, na disputa pelo Governo do Estado em 2018.

Várias forças políticas ligadas a partidos tradicionalmente contra o atual governo, como DEM, PSDB, PSB e até setores do PTB e do PDT, trabalham para lançar uma chapa forte o suficiente para concorrer com alguma chance de vencer o “blocão do Karnak", como está sendo chamado a grande aliança que apoia o governador Wellington Dias. A lista de partidos no governo é grande e encabeçada pelo PMDB, PP, PTB, PDT [a maioria do partido], PR, PSD e outros.

Na terça-feira (6), um almoço em restaurante da zona Leste de Teresina, reuniu lideranças políticas de vários partidos, como o senador Elmano Eerrer (PMDB), deputado federal Paes Landim (PTB), secretário Nacional do Turismo, Henrique Pires (PMDB) e outros convidados. No cardápio, a sucessão no Piauí e em nível nacional.

O “menu” também colocou á mesa a instabilidade política e a crise institucional no país com os sucessivos escândalos envolvendo empresários, políticos e autoridades acusadas de corrupção e desvio de bilhões de reais dos cofres públicos.

“Um dos homens públicos mais republicanos que o Piauí conheceu. 
Há possibilidade de Freitas Neto disputar o Governo do Estado em 2018”, escreveu ontem o deputado federal Paes Landim, na sua página no Facebook.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247