Funaro aponta propina milionária paga a Eunício

A delação do corretor Lúcio Funaro também atinge o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), que preside o Congresso Nacional; segundo Funaro, a Hypermarcas pagou R$ 1,6 milhão a Eunício pela aprovação de uma medida provisória de seu interesse; os recursos foram pagos à Confederal, empresa do senador, que reconhece que os serviços não foram prestados e tenta agora devolver os recursos

A delação do corretor Lúcio Funaro também atinge o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), que preside o Congresso Nacional; segundo Funaro, a Hypermarcas pagou R$ 1,6 milhão a Eunício pela aprovação de uma medida provisória de seu interesse; os recursos foram pagos à Confederal, empresa do senador, que reconhece que os serviços não foram prestados e tenta agora devolver os recursos
A delação do corretor Lúcio Funaro também atinge o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), que preside o Congresso Nacional; segundo Funaro, a Hypermarcas pagou R$ 1,6 milhão a Eunício pela aprovação de uma medida provisória de seu interesse; os recursos foram pagos à Confederal, empresa do senador, que reconhece que os serviços não foram prestados e tenta agora devolver os recursos (Foto: Leonardo Attuch)

Ceará 247 – Além de apontar propinas pagas a Michel Temer (leia aqui) e de denunciar a compra de votos no golpe de 2016 (leia aqui), o corretor Lúcio Funaro também tem uma bomba reservada para o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), que preside o Congresso Nacional.

Segundo Funaro, a Hypermarcas pagou R$ 1,6 milhão a Eunício pela aprovação de uma medida provisória de seu interesse.

Os recursos foram pagos à Confederal, empresa do senador, que reconhece que os serviços não foram prestados e tenta agora devolver os recursos.

O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247