CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Galo perde e fica mais longe da liderança

No primeiro encontro entre Ronaldinho e seu ex-clube, o rubro-negro foi melhor e venceu por 2 a 1; com o resultado o Atlético-MG viu a distância para o líder Fluminense permanecer em quatro pontos, e o Flamengo abriu sete para a zona de rebaixamento

Galo perde e fica mais longe da liderança (Foto: Alexandre Loureiro/Vipcomm )
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Band.com – Ronaldinho entrou no gramado do Engenhão sob um apitaço de 30 mil rubro-negros. Cumprimentou cada adversário e ex-companheiro. Coube a Vagner Love o abraço mais carinhoso, o mais demorado. O "inimigo mortal" acabou sendo um dos principais nomes da vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Engenhão. Bom para o Flamengo, que subiu para décimo na tabela, e também para o Fluminense, que viu a distância de quatro pontos na liderança ser mantida.

Cleber Santana foi o primeiro a assustar o gol de Victor. O ritmo do Flamengo inicialmente era intenso. O time não deixava o Atlético-MG trabalhar a bola. Mordia muito. O gol estava amadurecendo, amadurecendo, até que saiu.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A virada de Vagner Love, que abriu o placar, foi de rara habilidade. Tinha pouco espaço e tempo para improvisar, uma vez que estava à frente da bola. E foi o que ele fez. De nada adiantou Marcos Rocha salvar a cabeçada de González alguns segundos antes.

O Galo permanecia tímido, mesmo atrás no placar. Já o time carioca, apesar do domínio, já não chegava com tanta facilidade. O jogo só esquentou em uma confusão envolvendo Marcos Rocha e Ramon. Teve empurra-empurra e Ronaldinho precisou intervir para acalmar os ânimos. Quando o primeiro tempo acabou, uma certeza: não era só a torcida que estava engasgada com a saída de Ronaldinho do Flamengo. O time mostrou uma vontade de derrotar o ex-companheiro que ainda não tinha sido vista neste Brasileiro. Enquanto isso, o protagonista ia para vestiário em silêncio, tendo produzido pouco de útil.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mas bastaram quatro minutos no segundo tempo para o Galo chegar ao empate, após Jô aproveitar a sobra de uma confusão na área do Fla. Pouco depois, Ramon, que levara uma bolada forte, deixava o campo passando mal, dando lugar ao lateral-esquerdo rubro-negro Magal.

O Flamengo já não tinha o ímpeto do primeiro tempo. Até que Wellington Silva avançou pela direita e cruzou para Liedson bater de primeira e recolocar os donos da casa em vantagem de novo. O lateral rubro-negro, aliás, fez a melhor partida dele desde que chegou ao clube. Mas foi exatamente em cima de Wellington Silva que Ronaldinho criou a melhor jogada dele na partida - uma arrancada, na qual o chute parou nas mãos de Felipe.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Pouco tempo depois, Réver foi merecidamente expulso, após dar um soco no chileno González dentro da área rubro-negra. Justa punição pela covardia. E cada vez mais que o tempo passava, os ânimos se exaltavam. Cleber Santana acertou a trave de Victor após leve desvio em Liedson.

O Galo viu a distância para o líder Fluminense permanecer em quatro pontos, e o Flamengo abriu sete para a zona de rebaixamento. E se na quarta-feira o Fla foi parceiro do Flu, domingo, às 16h, a cena muda, vira adversário. Já o Atlético-MG mede forças com a Portuguesa, fora de casa, no sábado, às 18h30.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

FLAMENGO 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Data-Hora: 26/09/2012 - 22h (de Brasília)

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Kleber Lucio Gil (SC)

Público/Renda: 34.060 pagantes/R$ 532.110,00

Cartões amarelos: Víctor Cáceres (FLA), Richarlyson, Jô e Carlos César (CAM)

Cartões vermelhos: Réver (CAM)

GOLS: Vagner Love, 21'/1ºT (1-0), Jô, 4'/2ºT (1-1) e Liedson, 11'/2ºT (2-1)

FLAMENGO: Felipe, Wellington Silva, Frauches, González e Ramon (Magal 6'/2ºT); Amaral, Cáceres (Bottinelli 34'/2ºT), Léo Moura e Cleber Santana; Liedson (Adryan 43'/2ºT) e Vagner Love. Técnico: Dorival Júnior

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete (Carlos César 37'/2ºT), Danilinho (Guilherme 17'/2ºT), Escudero (Neto Berola 25'/2ºT) e Ronaldinho; Jô. Técnico: Cuca

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO