Geddel pede desculpas por 'expressão infeliz'

O presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, se arrependeu de ter usado palavras de baixo calão para responder a questionamentos sobre a acusação de ter atuado em favor da construtora OAS enquanto era vice-presidente da Caixa; ele disse que "tinha que tratar com todo mundo, com empresário, com jornalista, com puta, com viado..."; o ex-ministro usou seu perfil no Twitter nesta tarde para pedir desculpas pelas palavras chulas; "Fui infeliz no uso de uma expressão. Peço desculpas a todos"

O presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, se arrependeu de ter usado palavras de baixo calão para responder a questionamentos sobre a acusação de ter atuado em favor da construtora OAS enquanto era vice-presidente da Caixa; ele disse que "tinha que tratar com todo mundo, com empresário, com jornalista, com puta, com viado..."; o ex-ministro usou seu perfil no Twitter nesta tarde para pedir desculpas pelas palavras chulas; "Fui infeliz no uso de uma expressão. Peço desculpas a todos"
O presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, se arrependeu de ter usado palavras de baixo calão para responder a questionamentos sobre a acusação de ter atuado em favor da construtora OAS enquanto era vice-presidente da Caixa; ele disse que "tinha que tratar com todo mundo, com empresário, com jornalista, com puta, com viado..."; o ex-ministro usou seu perfil no Twitter nesta tarde para pedir desculpas pelas palavras chulas; "Fui infeliz no uso de uma expressão. Peço desculpas a todos" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, se arrependeu de ter usado palavras de baixo calão para responder a questionamentos sobre a acusação de ter atuado em favor da construtora OAS enquanto era vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa.

Em entrevista ao jornal O Globo, o ex-ministro da Integração disse que "tinha que tratar com todo mundo, com empresário, com jornalista, com puta, com viado...".

Ele usou seu perfil no Twitter nesta tarde para pedir desculpas pelas palavras chulas. "Fui infeliz no uso de uma expressão em entrevista ao 'Globo'. Peço desculpas a todos. Eu acho que quando se comete um erro grave, se assume, paga-se o preço. E quando esse erro lhe faz mal a alma se pede desculpas", disse o peemedebista em tom quase poético na rede social.

Geddel voltou a se desculpar em um novo post, quando afirmou lamentar "que alguns não aceitem e procurem machucar, mas é a vida". E encerrou: "Alguma dúvida? Identificou alguma irregularidade? Estou aqui para esclarecer como do meu dever".

De acordo com o jornal O Globo, um relatório da Polícia Federal reproduz uma série de mensagens trocadas entre Geddel e o ex-presidente da OAS Leo Pinheiro, que mostram atuação do ex-ministro na Caixa, na SAC (Secretaria de Aviação Civil) e na Prefeitura de Salvador. Segundo a reportagem, há detalhes das mensagens e menções a 29 políticos.

Geddel agia em outra frente pedindo recursos à empreiteira para campanhas de aliados no interior da Bahia e para sua campanha ao Senado em 2014 pelo PMDB.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247