Geraldo descarta filho de Campos como vice em 2016

Após as especulações de que João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, poderia ser o seu vice na chapa do PSB para disputar a Prefeitura do Recife em 2016, o prefeito Geraldo Julio (PSB) disse que esta hipótese não foi sequer cogitada por ele; "Não há nenhuma cogitação", disse o socialista; "Não sei a origem dela, não há nenhuma cogitação", completou

Após as especulações de que João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, poderia ser o seu vice na chapa do PSB para disputar a Prefeitura do Recife em 2016, o prefeito Geraldo Julio (PSB) disse que esta hipótese não foi sequer cogitada por ele; "Não há nenhuma cogitação", disse o socialista; "Não sei a origem dela, não há nenhuma cogitação", completou
Após as especulações de que João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, poderia ser o seu vice na chapa do PSB para disputar a Prefeitura do Recife em 2016, o prefeito Geraldo Julio (PSB) disse que esta hipótese não foi sequer cogitada por ele; "Não há nenhuma cogitação", disse o socialista; "Não sei a origem dela, não há nenhuma cogitação", completou (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Após as especulações de que João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, poderia ser o seu vice na chapa do PSB para disputar a Prefeitura do Recife em 2016, o prefeito Geraldo Julio (PSB) disse que esta hipótese não foi sequer cogitada por ele. ""Não há nenhuma cogitação", disse o socialista. "Não sei a origem dela, não há nenhuma cogitação", completou.

O Prefeito afirmou, ainda, estar "muito satisfeito" com o desempenho do seu vice atual, Luciano Siqueira (PCdoB). "Estou muito feliz com Luciano Siqueira, um grande vice-prefeito, um grande companheiro que me ajuda muito na administração e na política. Estou muito satisfeito com Luciano e feliz de tê-lo como vice", destacou.

As especulações em torno do nome de João Campos como um expoente do PSB ganharam corpo nos últimos meses. A primeira movimentação política aconteceu quando Eduardo teria tentado colocar o jovem como responsável pelo comando da Juventude Socialista no Estado. A manobra foi denunciada pela prima de Campos e vereadora do Recife, Marília Arraes (PSB) e marcou o início do rompimento entre eles. João campos acabou por desistir de ingressar na política naquele instante. Atualmente ele ocupa um cargo na Executiva estadual da legenda.

Com a morte do ex-governador em um acidente aéreo ocorrido em agosto deste ano, em plena campanha presidencial, o jovem ingressou na campanha que resultou na vitória do governador eleito Paulo Câmara. O seu desempenho nos palanques acabou por alçá-lo a condição de uma nova liderança dentro do partido.

Já Marília Arraes, que não deixou o partido embora tenha apoiado a candidatura de Armando Monteiro Neto (PTB) ao Governo do Estado e a reeleição da presidente Dilma Rousseff, indo de encontro ao apoio do PSB pela postulação de Aécio neves (PSDB), tem o seu nome cotado para disputar a Prefeitura do Recife caso venha a se desfiliar do PSB e ingressar em outro partido.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247