Gilmar Mendes é o novo relator do recurso contra Miranda no TSE

Ministro Gilmar Mendes é o novo relator do recurso da coligação "A mudança que a gente vê" contra a candidatura de Marcelo Miranda, da coligação "A experiência faz a mudança", no Tribunal Superior Eleitoral; Mendes assumiu depois que o ministro Henrique Neves se declarou suspeito de julgar o caso, por conta do irmão ter atuado como advogado no processo de cassação de Marcelo; e nessa quinta-feira, 4, o Tribunal de Justiça retomou o julgamento da ação da Assembleia Legislativa, que pede a derubada da liminar contra a rejeição das contas de Marcelo; julgamento foi interrompido pela segunda vez, e até o momento está três votos em favor da manutenção da liminar contra dois pela cassação da decisão da juíza Célia Regina; sete magistrados ainda faltam votar

Ministro Gilmar Mendes é o novo relator do recurso da coligação "A mudança que a gente vê" contra a candidatura de Marcelo Miranda, da coligação "A experiência faz a mudança", no Tribunal Superior Eleitoral; Mendes assumiu depois que o ministro Henrique Neves se declarou suspeito de julgar o caso, por conta do irmão ter atuado como advogado no processo de cassação de Marcelo; e nessa quinta-feira, 4, o Tribunal de Justiça retomou o julgamento da ação da Assembleia Legislativa, que pede a derubada da liminar contra a rejeição das contas de Marcelo; julgamento foi interrompido pela segunda vez, e até o momento está três votos em favor da manutenção da liminar contra dois pela cassação da decisão da juíza Célia Regina; sete magistrados ainda faltam votar
Ministro Gilmar Mendes é o novo relator do recurso da coligação "A mudança que a gente vê" contra a candidatura de Marcelo Miranda, da coligação "A experiência faz a mudança", no Tribunal Superior Eleitoral; Mendes assumiu depois que o ministro Henrique Neves se declarou suspeito de julgar o caso, por conta do irmão ter atuado como advogado no processo de cassação de Marcelo; e nessa quinta-feira, 4, o Tribunal de Justiça retomou o julgamento da ação da Assembleia Legislativa, que pede a derubada da liminar contra a rejeição das contas de Marcelo; julgamento foi interrompido pela segunda vez, e até o momento está três votos em favor da manutenção da liminar contra dois pela cassação da decisão da juíza Célia Regina; sete magistrados ainda faltam votar (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A relatoria do recurso que pede a impugnação do registro de candidatura do candidato a governador Marcelo Miranda, da coligação "A experiência faz a mudança" no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ficou com o ministro Gilmar Mendes, após sorteio. 

O ministro Henrique Neves, relator anterior da matéria, se declarou suspeito de julgar o recurso porque seu irmão atuou como advogado no RCED que resultou na cassação de Marcelo Miranda em 2009.

O recurso da coligação 'A Mudança que a Gente se Vê' questiona a elegibilidade de Marcelo Miranda concedida pelo TRE quando realizado o registro de candidatura.

A coligação governista questiona também a suspensão dos efeitos do Decreto Legislativo pelo Tribunal de Justiça (TJ), e defendem que o candidato Marcelo Miranda está inelegível por ter tido as contas de 2009 rejeitadas pela Assembleia. 

O Pleno do TJ retomou o julgamento da ação da Assembleia Legislativa sobre a suspensão da liminar que rejeitou os efeitos de inelegibilidade a Miranda, concedida pela juiza Célia Regina Regis.

O julgamento foi interrompido pela segunda vez, depois que o desembargador Ronaldo Eurípedes pediu vistas. Até o momento está três votos em favor da manutenção da liminar contra dois pela cassação da decisão da juíza Célia Regina. Ainda faltam votar os sete magistrados.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247