Goiânia: número de homicídios cai 12,8% no semestre e 52% em junho

Primeiro semestre de 2015 terminou com resultados inéditos em relação às ocorrências de homicídio na Capital; no comparativo com o mesmo período do ano passado, houve redução de 12,8% no número de casos; em termos de taxa por 100 mil habitantes, a queda foi ainda maior, atingindo 14,77%; outro dado significativo é observado na comparação entre junho de 2015 com junho de 2014: queda foi de 52% em números absolutos (77 ano passado, 37 neste ano)

05-08-2014- Governador Marcone Perillo na  apresentação de 568 Policiais do Policiamento Comunitário por Quadrante Fotos Eduardo Ferreira
05-08-2014- Governador Marcone Perillo na apresentação de 568 Policiais do Policiamento Comunitário por Quadrante Fotos Eduardo Ferreira (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O primeiro semestre de 2015 terminou com resultados inéditos em relação às ocorrências de homicídio em Goiânia. No comparativo com o mesmo período do ano passado, houve redução de 12,8% no número de casos na capital. Em termos de taxa por 100 mil habitantes, metodologia utilizada internacionalmente para aferir indicadores de criminalidade e violência, a queda foi ainda maior, atingindo 14,77%.

Outro dado significativo é observado na comparação entre junho de 2015 com junho de 2014: queda foi de 52% em números absolutos (77 ano passado, 37 neste ano). Em relação à taxa por 100 mil habitantes, o decréscimo foi de 53%. Com 37 ocorrências, junho de 2015 também foi o mês que teve menos ocorrência dos últimos 15.

Segundo dados do Observatório da Segurança Pública, unidade da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPGO) responsável pela análise dos indicadores criminais, ocorreram 273 homicídios em Goiânia de janeiro a junho de 2015. É o menor número dos quatro últimos semestres. No primeiro semestre do ano passado, ocorreram 313 casos na capital.

O resultado do primeiro semestre de 2015 indica que há uma tendência de diminuição dos indicadores de homicídios em Goiânia. O comparativo mês a mês, por exemplo, demonstra que em quatro dos seis meses do ano houve oscilação para baixo em relação ao ano passado.

A análise dos dados fornecidos pelo Observatório da Segurança revela, ainda, que a queda nas ocorrências foi generalizada em toda Goiânia. Quando o comparativo é entre junho de 2015 e junho de 2014, observa-se decréscimo nos indicadores em todas as sete Áreas Integradas de Segurança Pública (AISPs) da capital – subdivisões geográficas estratégicas adotadas pela Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária no modelo de gestão implantado a partir de 2012.

Os recuos mais expressivos no período ocorreram nas AISPs Leste (que teve 13 ocorrências no ano passado e apenas 2 este ano, ou seja, 84% a menos), Norte (de 8 ocorrências para 2, ou 75% a menos), Sul (-75%), Oeste (-61%) e Sudoeste (-37%). Em seguida vêm as AISPs Noroeste (-26%) e Central (-14%), sempre no comparativo junho/junho.

Em relação ao último mês de maio, nota-se que, em junho, houve decréscimo nos registros de homicídio em três Áreas Integradas de Segurança de Goiânia: Norte (-71%), Leste (-60%), Central (-33%). Nas AISPs Sudoeste, Sul e Oeste, houve estabilidade. A única AISPs que registrou oscilação para cima no comparativo junho/maio foi a Noroeste (40%).

No acumulado do semestre, seis das sete Áreas Integradas de Segurança de Goiânia obtiveram queda em relação ao mesmo período do ano passado. A maior redução, nesse caso, ocorreu na AISP Norte, que teve 32% menos homicídios nos seis primeiros meses de 2015 em relação a 2014. As AISPs Sudoeste, Oeste, Sul, Leste e Noroeste também obtiveram queda.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247