Governo aprova recursos de até R$ 2 bilhões para o café

Outra medida institui linhas de crdito para financiar o capital de giro para indstrias torrefadoras do gro

Governo aprova recursos de até R$ 2 bilhões para o café
Governo aprova recursos de até R$ 2 bilhões para o café (Foto: Shutterstock)

Ministério da Agricultura – O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira, 26 de abril, o direcionamento dos recursos do Orçamento Geral da União para o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para linhas de financiamento do café safra 2012. Outra medida institui linhas de créditos para financiar o capital de giro para indústrias torrefadoras de café.

Foram destinados recursos de até R$ 500 milhões para as operações de custeio, até R$ 900 milhões para estocagem, até R$ 250 milhões para Financiamento para Aquisição do Café (FAC) e até R$ 50 milhões para financiamento de contratos de opções e de operações em mercados futuros. Para a recuperação de cafezais danificados, as operações de financiamento tiveram um limite de R$ 40 milhões. As resoluções do Conselho incluem uma linha extraordinária de até R$ 100 milhões para a composição de dívidas decorrentes de financiamento à produção de café.

O CMN aprovou, ainda, recursos para a formação de capital de giro de até R$ 200 milhões para indústrias de torrefação e de até R$ 25 milhões para indústrias de café solúvel. Também ficou estabelecida a inclusão de micro, pequenas e médias indústrias de torrefação como beneficiárias da linha de financiamento de capital de giro para indústrias de café solúvel. O limite de crédito por tomador é de até R$ 1,5 milhão, com prazo de contratação até 30 de novembro deste ano.

De acordo com o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gerardo Fontelles, o governo colocará ainda à disposição do setor mais R$ 2 bilhões de recursos oriundos da exigibilidade bancária para aplicações em estocagem do café. “Pretendemos atender às necessidades dos produtores e ampliar a possibilidade do cafeicultor realizar o armazenamento do produto, aguardando melhores condições de mercado e, desta forma, possibilitar estabilidade nos preços.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247