Governo: demissões no Ipes não tiveram tom político

Em nota, o governo do Estado negou que as demissões que ocorreram no Ipesaúde tiveram o objetivo de afastar da administração pessoas ligadas ao deputado federal Rogério Carvalho, presidente estadual do PT; nota é resposta à matéria do site NE Notícias, que noticiou a demissão de 21 pessoas no órgão; "As demissões ocorreram por uma decisão do presidente daquela órgão, Lauro Seixas, que entendeu ser necessária uma readequação administrativa natural para um melhor atendimento aos segurados", informa

Em nota, o governo do Estado negou que as demissões que ocorreram no Ipesaúde tiveram o objetivo de afastar da administração pessoas ligadas ao deputado federal Rogério Carvalho, presidente estadual do PT; nota é resposta à matéria do site NE Notícias, que noticiou a demissão de 21 pessoas no órgão; "As demissões ocorreram por uma decisão do presidente daquela órgão, Lauro Seixas, que entendeu ser necessária uma readequação administrativa natural para um melhor atendimento aos segurados", informa
Em nota, o governo do Estado negou que as demissões que ocorreram no Ipesaúde tiveram o objetivo de afastar da administração pessoas ligadas ao deputado federal Rogério Carvalho, presidente estadual do PT; nota é resposta à matéria do site NE Notícias, que noticiou a demissão de 21 pessoas no órgão; "As demissões ocorreram por uma decisão do presidente daquela órgão, Lauro Seixas, que entendeu ser necessária uma readequação administrativa natural para um melhor atendimento aos segurados", informa (Foto: Valter Lima)

Sergipe 247 - Em nota, o governo do Estado negou que as demissões que ocorreram no Ipesaúde tiveram o objetivo de afastar da administração pessoas ligadas ao deputado federal Rogério Carvalho, presidente estadual do PT. A nota é uma resposta à matéria do site NE Notícias, que noticiou a demissão de 21 pessoas no órgão.

"As demissões citadas ocorreram no Ipesaúde por uma decisão do presidente daquela órgão, Lauro Seixas, que entendeu ser necessária uma readequação administrativa natural para um melhor atendimento aos segurados. Lauro Seixas deixa claro que não houve nenhuma conotação política na sua decisão", informa o governo.

Abaixo a nota:

O Governo do Estado esclarece que o conteúdo do título da matéria "Governo exonera 21 pessoas ligadas a Rogério Carvalho" veiculada no NE Notícias não corresponde com a realidade dos fatos.

As demissões citadas ocorreram no Ipesaúde por uma decisão do presidente daquela órgão, Lauro Seixas, que entendeu ser necessária uma readequação administrativa natural para um melhor atendimento aos segurados. Lauro Seixas deixa claro que não houve nenhuma conotação política na sua decisão.

O relacionamento entre o governador Jackson Barreto e o deputado federal e presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Rogério Carvalho, continua harmonioso e não existe nenhum fato que possa alterar essa relação.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247