Governo destina mais de R$ 3 milhões a restaurantes populares de Salvador

A partir de próxima semana, as unidades do Restaurante Popular dos bairros Comércio e Liberdade, em Salvador, vão oferecer aos usuários uma maior quantidade de refeições diárias, com o mesmo custo de R$ 1; o contrato no valor de R$ 3 milhões, que aumentou a oferta em 15%, foi assinado pelo secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis, nesta sexta-feira, em cerimônia na unidade do Comércio; a unidade passa de 2.300 para 2.645 refeições diárias; e a unidade da Liberdade, passa de 2.000 para 2.300

A partir de próxima semana, as unidades do Restaurante Popular dos bairros Comércio e Liberdade, em Salvador, vão oferecer aos usuários uma maior quantidade de refeições diárias, com o mesmo custo de R$ 1; o contrato no valor de R$ 3 milhões, que aumentou a oferta em 15%, foi assinado pelo secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis, nesta sexta-feira, em cerimônia na unidade do Comércio; a unidade passa de 2.300 para 2.645 refeições diárias; e a unidade da Liberdade, passa de 2.000 para 2.300
A partir de próxima semana, as unidades do Restaurante Popular dos bairros Comércio e Liberdade, em Salvador, vão oferecer aos usuários uma maior quantidade de refeições diárias, com o mesmo custo de R$ 1; o contrato no valor de R$ 3 milhões, que aumentou a oferta em 15%, foi assinado pelo secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis, nesta sexta-feira, em cerimônia na unidade do Comércio; a unidade passa de 2.300 para 2.645 refeições diárias; e a unidade da Liberdade, passa de 2.000 para 2.300 (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - A partir de próxima semana, as unidades do Restaurante Popular dos bairros Comércio e Liberdade, em Salvador, vão oferecer aos usuários uma maior quantidade de refeições diárias, com o mesmo custo de R$ 1. O contrato no valor de R$ 3 milhões, que aumentou a oferta em 15%, foi assinado pelo secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Geraldo Reis, na manhã dessa sexta-feira (16), em cerimônia na unidade do Comércio.

A unidade passa de 2.300 para 2.645 refeições diárias. E a unidade da Liberdade, passa de 2.000 para 2.300. Para o titular da SJDHDS, "o esforço do governo do Estado vai melhorar a qualidade de vida da população vulnerável que utiliza os restaurantes diariamente, a exemplo da população em situação de rua, idosos, ambulantes, crianças, desempregados e famílias de baixa renda".

Gente como o comerciante Genildo Moraes, de 55, que é diabético e tem problemas cardíacos, busca na alimentação oferecida no Restaurante Popular do Comércio uma forma para manter a saúde. Morador do bairro Uruguai, ele também participou das ações socioeducativas realizadas por alunos de enfermagem e nutrição, como aferição de pressão arterial e orientações de educação nutricional, por meio da distribuição de cartilha sobre hábitos saudáveis e importância do consumo adequado dos nutrientes.

"Fiz uma cirurgia cardíaca e tomo insulina todos os dias, por isso eu preciso ter uma alimentação saudável, e a comida daqui é tudo que preciso para preservar minha saúde".

Os beneficiários puderam conferir também uma exposição com produtos da agricultura familiar, que integram o cardápio dos restaurantes, a exemplo da abóbora, aipim, batata-doce, banana-terra, banana da prata, laranja, farinha de mandioca e feijão carioquinha.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email