Governo recupera 12 barragens para combater próximas secas

Já começou a edição 2017 do Programa de Recuperação de Barragens do Governo de Sergipe. Inicialmente são três frentes de trabalho simultâneas: em Frei Paulo, Poço Redondo e Cedro de São João, na recuperação de barragens de médio porte e de uso comunitário; ao todo, serão 12 destes reservatórios recuperados no estado, todos em municípios onde foi decretada situação de emergência devido ao período prolongado de seca; as aguadas, depois de limpas e ampliadas, servirão para acumular a água das próximas chuvas, reservas utilizadas tanto no uso doméstico quanto à dessedentação animal

Já começou a edição 2017 do Programa de Recuperação de Barragens do Governo de Sergipe. Inicialmente são três frentes de trabalho simultâneas: em Frei Paulo, Poço Redondo e Cedro de São João, na recuperação de barragens de médio porte e de uso comunitário; ao todo, serão 12 destes reservatórios recuperados no estado, todos em municípios onde foi decretada situação de emergência devido ao período prolongado de seca; as aguadas, depois de limpas e ampliadas, servirão para acumular a água das próximas chuvas, reservas utilizadas tanto no uso doméstico quanto à dessedentação animal
Já começou a edição 2017 do Programa de Recuperação de Barragens do Governo de Sergipe. Inicialmente são três frentes de trabalho simultâneas: em Frei Paulo, Poço Redondo e Cedro de São João, na recuperação de barragens de médio porte e de uso comunitário; ao todo, serão 12 destes reservatórios recuperados no estado, todos em municípios onde foi decretada situação de emergência devido ao período prolongado de seca; as aguadas, depois de limpas e ampliadas, servirão para acumular a água das próximas chuvas, reservas utilizadas tanto no uso doméstico quanto à dessedentação animal (Foto: José Barbacena)

Agência Sergipe - Já começou a edição 2017 do Programa de Recuperação de Barragens do Governo de Sergipe. Inicialmente são três frentes de trabalho simultâneas: em Frei Paulo, Poço Redondo e Cedro de São João, na recuperação de barragens de médio porte e de uso comunitário. Ao todo, serão 12 destes reservatórios recuperados no estado, todos em municípios onde foi decretada situação de emergência devido ao período prolongado de seca. As aguadas, depois de limpas e ampliadas, servirão para acumular a água das próximas chuvas, reservas utilizadas tanto no uso doméstico quanto à dessedentação animal.

É uma ação conjunta entre as secretarias de Estado da Mulher, da Inclusão e Assistência Social, do Trabalho, dos Direitos Humanos e Juventude (Seidh) e da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri). Respectivamente, uma pasta entra com os recursos, na ordem de R$ 1.240.341,64, via o Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep) e a outra executa, através da sua vinculada, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação Sergipe (Cohidro). Todo projeto de Engenharia e fiscalização das obras, executadas por empresa licitada, ficam a cargo da Cohidro.

No Povoado Alagadiço, em Frei Paulo, máquinas começaram a retirar todo sedimento acumulado no fundo da barragem seca, que sempre serviu à comunidade. Desse modo, a água acumulada vai durar por mais tempo, inclusive a partir do estudo do terreno, reforçando a segurança com novo sangradouro e ampliando os pontos de captação das chuvas. Esteve vistoriando o início da obra, na sexta, o vice-governador do Estado, Belivaldo Chagas Silva, acompanhado do prefeito municipal, Anderson (de Zé das Canas) Menezes, do secretário da Agricultura, Esmeraldo Leal, de toda diretoria executiva da Cohidro e do presidente da Fundação Aperipê, Givaldo Ricardo da Silva.

“Ao mesmo tempo em que o governo realiza ações para socorrer o sergipano desta seca, como comprar e distribuir ração animal, aumentar o número de caminhões-pipa, o Garantia-Safra, o Crédito Rural, instalação de dessalinizadores e – aonde também entra Cohidro – a perfuração e recuperação de poços; estamos fazendo investimentos públicos para ampliar a oferta de água ao sertanejo. Isso se faz com mais redes de atendimento de água nas casas, mais e maiores barragens para acumular água, novos poços e programas para ampliar a área de palma forrageira, por exemplo”, expôs Belivaldo, na visita a Frei Paulo em que representou o governador Jackson Barreto.

Ao presidente da Cohidro, José Carlos Felizola Filho, Belivaldo também pré-agendou, quando for concluída a obra, a presença dele e do governador, para então entregar à população a recuperação da barragem. “Estamos, todos nós, imbuídos nesse trabalho do Governo do Estado, através da Cohidro, para atender às demandas daqueles que estão sofrendo a pior estiagem de nossa história. Em breve o governador Jackson Barreto estará no Alagadiço, para inaugurar essa importante obra para a região. Estamos mais que habilitados para a ação, tendo a Empresa recuperado mais de 1.800 barragens, desde 2012”, avaliou o presidente da Companhia em Frei Paulo, acompanhado dos seus diretores: Paulo Henrique Machado Sobral (Infraestrutura), Jorge Kleber Soares Lima (Administrativo e Financeiro) e João Quintiliano da Fonseca Neto (Irrigação).

“O convênio com a Seidh é para dotar a Cohidro com R$ 2 milhões e ajudar no combate aos efeitos da seca. Com eles, vamos perfurar 20 novos poços, instalar a infraestrutura de sistema de abastecimento em quatro e as 12 barragens, que serão recuperadas. São investimentos a médio prazo e que intensificam as ações da Cohidro. Temos, continuamente, oito equipes de perfuração, teste de vasão, instalação e recuperação de poços, viabilizando novos e antigos poços em todo Estado. Isso sem falar no investimento feito nos perímetros irrigados, com recursos próprios, outros convênios, do programa ‘Águas de Sergipe’ e do Proinveste, estão reestruturando o serviço prestado para o agricultor irrigante produzir, mesmo com a ausência de chuvas”, completou Felizola.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247