Greve completa duas semanas sem perspectiva de acordo

No Ceará a adesão à greve já atinge 70% das agências. Os bancários cearenses se reúnem nesta terça-feira, 20/10, às 17h, na sede do Sindicato, para avaliar o movimento

No Ceará a adesão à greve já atinge 70% das agências. Os bancários cearenses se reúnem nesta terça-feira, 20/10, às 17h, na sede do Sindicato, para avaliar o movimento
No Ceará a adesão à greve já atinge 70% das agências. Os bancários cearenses se reúnem nesta terça-feira, 20/10, às 17h, na sede do Sindicato, para avaliar o movimento (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - A greve dos bancários completa duas semanas nesta segunda-feira 19, sem qualquer contato dos bancos para retomar as negociações. Hoje é o 14º de greve.Segundo o Comando Nacional de Greve não há qualquer sinalização da Fenaban para abertura de negociação. O CNG dos Bancários, que se reúne semanalmente em São Paulo, já avisou à federação dos bancos (Fenaban) que aguarda uma proposta digna de ser apresentada aos trabalhadores.  

O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Edardo Bezerra,  denuncia que "ao invés de valorizar os principais responsáveis pelos seus lucros bilionários, tentam nos impor perdas salariais enquanto lucram mais e mais a cada ano”. A ordem do comando de greve é fortalecer ainda mais o movimento. “Braços cruzados significam prejuízo para os bancos. É a única linguagem que eles entendem. Temos paralisado setores estratégicos, mas quanto mais conseguirmos fechar, mais força teremos, maior será a pressão para que eles retomem as negociações”, diz o dirigente. Até sexta-feira foram 395 agências fechadas no Ceará, o que representa 70% de adesão ao movimento. No Brasil, em todos os 26 estados e no Distrito Federal, pararam 12.277 agências e 44 centros administrativos.

Assembleia – Os bancários cearenses se reúnem nesta terça-feira, 20/10, às 17h, na sede do Sindicato, para avaliar o movimento.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email