Grupo Mateus anuncia fechamento de unidade em Palmas

Em comunicado, o grupo Mateus informa que as atividades da sua unidade localizada no Capim Dourado Shopping, em Palmas, serão encerradas no próximo dia 16, após cinco anos de funcionamento na capital; "Essa medida é decorrente de fatores que inviabilizam nossas operações comerciais", diz a nota; fechamento é por "fatores que inviabilizam" o funcionamento na cidade; Sefaz disse que alíquotas do ICMS e demais legislações de incentivos fiscais "são aplicadas para todos"

Em comunicado, o grupo Mateus informa que as atividades da sua unidade localizada no Capim Dourado Shopping, em Palmas, serão encerradas no próximo dia 16, após cinco anos de funcionamento na capital; "Essa medida é decorrente de fatores que inviabilizam nossas operações comerciais", diz a nota; fechamento é por "fatores que inviabilizam" o funcionamento na cidade; Sefaz disse que alíquotas do ICMS e demais legislações de incentivos fiscais "são aplicadas para todos"
Em comunicado, o grupo Mateus informa que as atividades da sua unidade localizada no Capim Dourado Shopping, em Palmas, serão encerradas no próximo dia 16, após cinco anos de funcionamento na capital; "Essa medida é decorrente de fatores que inviabilizam nossas operações comerciais", diz a nota; fechamento é por "fatores que inviabilizam" o funcionamento na cidade; Sefaz disse que alíquotas do ICMS e demais legislações de incentivos fiscais "são aplicadas para todos" (Foto: Ana Pupulin)

Tocantins 247 - O grupo Mateus informou os consumidores de Palmas nesta segunda-feira 6 que suas atividades da unidade localizada no Capim Dourado Shopping serão encerradas no próximo dia 16, após cinco anos de funcionamento.

"Essa medida é decorrente de fatores que inviabilizam nossas operações comerciais", diz comunicado divulgado pelo grupo. "Agradecemos sua parceria nesses 5 anos onde vivemos grandes e inesquecíveis momentos por sua valiosa compreensão", acrescenta a nota.

O fechamento é por "fatores que inviabilizam" o funcionamento na cidade. A Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins (Sefaz) disse que alíquotas do ICMS e demais legislações de incentivos fiscais "são aplicadas para todos".

Segundo informa o Portal T1 Notícias, a Secretaria estaria glosando a alíquota de ICMS, o que gera uma diferença nos preços de toda mercadoria oriunda do Maranhão. Isso faz com que o preço do arroz, entre outros produtos, fique inviável de ser comercializado no Tocantins.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247