Guimarães condena declarações do governador tucano Geraldo Alckmin

As declarações do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência, minimizando a tentativa de atentado contra a vida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provocaram a indignação de políticos que defendem a democracia. Nas redes sociais, o deputado federal José Guimarães (PT-CE) afirmou que o "Governador de SP defende o fascismo e demonstra não ter nenhum compromisso com a Democracia. O país precisa se levantar contra a violência, o ódio e o fascismo". Ele também reproduziu postagem da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), comparando a postura solidária diferenciada entre Lula e Alckimin

As declarações do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência, minimizando a tentativa de atentado contra a vida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provocaram a indignação de políticos que defendem a democracia. Nas redes sociais, o deputado federal José Guimarães (PT-CE) afirmou que o "Governador de SP defende o fascismo e demonstra não ter nenhum compromisso com a Democracia. O país precisa se levantar contra a violência, o ódio e o fascismo". Ele também reproduziu postagem da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), comparando a postura solidária diferenciada entre Lula e Alckimin
As declarações do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência, minimizando a tentativa de atentado contra a vida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provocaram a indignação de políticos que defendem a democracia. Nas redes sociais, o deputado federal José Guimarães (PT-CE) afirmou que o "Governador de SP defende o fascismo e demonstra não ter nenhum compromisso com a Democracia. O país precisa se levantar contra a violência, o ódio e o fascismo". Ele também reproduziu postagem da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), comparando a postura solidária diferenciada entre Lula e Alckimin (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - As declarações do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência, minimizando a tentativa de atentado contra a vida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provocou a indignação de políticos que defendem a democracia.

Nas redes sociais, o deputado federal José Guimarães (PT-CE) afirmou que o "Governador de SP defende o fascismo e demonstra não ter nenhum compromisso com a Democracia. O país precisa se levantar contra a violência, o ódio e o fascismo".

Numa postura repulsiva para um presidenciável, o governador Geraldo Alckmin, candidato do PSDB que é apontado como o "santo" nas planilhas da Odebrecht, minimizou a tentativa de atentado contra a vida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Acho que eles estão colhendo o que plantaram", disse Alckmin, que, em seus governos, permitiu que a máquina de propaganda do governo paulista fosse utilizada para uma campanha de ódio contra Lula e o PT. Segundo o tucano, o PT "sempre partiu para dividir o Brasil, nós contra eles" e se tornou vítima dessa polarização.

Ele também reproduziu postagem da deputada federal Jandira Feghali, comparando a postura de diferenciada de Lula e Alckimin, diante da violência.

Antes, o parlamentar petista já havia denunciado o atentado. "Ônibus da Caravana do #LulaPeloParaná foi alvejado por tiros.  Inaceitável essas atitudes dos facistas. Vamos denunciar e exigir apuração do estado. A caravana está sendo um sucesso por onde passa o povo acompanha e meia dúzia de fascistas querem impedir".

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247