Guimarães critica Caiado por atribuir pedido de habeas corpus a Lula

“Nós lamentamos que uma liderança nacional da oposição se preste a esse papel. Esse tipo de conduta tem que ser repudiado por todos os democratas que lutam pelo Estado Democrático de Direito”, disse ele. Segundo o líder, o senador “semeou uma mentira descabida e terminou contaminando as redes sociais”

“Nós lamentamos que uma liderança nacional da oposição se preste a esse papel. Esse tipo de conduta tem que ser repudiado por todos os democratas que lutam pelo Estado Democrático de Direito”, disse ele. Segundo o líder, o senador “semeou uma mentira descabida e terminou contaminando as redes sociais”
“Nós lamentamos que uma liderança nacional da oposição se preste a esse papel. Esse tipo de conduta tem que ser repudiado por todos os democratas que lutam pelo Estado Democrático de Direito”, disse ele. Segundo o líder, o senador “semeou uma mentira descabida e terminou contaminando as redes sociais” (Foto: Renata Paiva)

Ceará 247 - O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), protestou no Plenário contra a atitude do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), que divulgou no Twitter uma cópia de pedido de habeas corpus preventivo impetrado na Justiça Federal do Paraná em nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O senador afirmou que o pedido teria sido feito por Lula, por medo de ser preso.

“Nós lamentamos que uma liderança nacional da oposição se preste a esse papel. Esse tipo de conduta tem que ser repudiado por todos os democratas que lutam pelo Estado Democrático de Direito”, disse ele. Segundo o líder, o senador “semeou uma mentira descabida e terminou contaminando as redes sociais”.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) informou à imprensa que o habeas corpus preventivo foi impetrado pelo cidadão Maurício Ramos Thomaz, de Campinas (SP), em favor do ex-presidente. De acordo com o tribunal, qualquer pessoa pode entrar com esse tipo de recurso, não sendo necessária a representação de um advogado. Nas redes sociais, Maurício Thomaz participa da comunidade "Mexeu com Lula mexeu comigo".

Em nota, o Instituto Lula esclareceu que já instruiu seus advogados para que ingressem nos autos e requeiram expressamente o não conhecimento do habeas corpus impetrado pelo consultor jurídico Maurício Ramos Thomaz. “Fomos informados pela imprensa da existência do habeas corpus e não sabemos no momento se esse ato foi feito por algum provocador para gerar um factoide”, divulgou o instituto.

“Estranhamos que a notícia tenha partido do Twitter e Facebook do senador Ronaldo Caiado”, completa.

Por curiosidade, uma busca simples do nome Maurício Ramos Thomaz na internet aponta que a prática de impetrar os chamados “remédios constitucionais” é recorrente. Maurício entrou com ação de agravo em favor de Diogo Mainardi, do qual é fã, para tentar livrá-lo de uma condenação. Diogo Mainardi, colunista da revista semanal Veja, da Editora Abril, e do canal de tevê GloboNews é conhecido nacionalmente por se opor ao ex-presidente Lula e ao governo da presidente Dilma.

Com Câmara dos Deputados

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247