Guimarães nega que haverá corte no Bolsa Família

Líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE) afirmou que são nulas as chances de o Executivo fazer cortes de investimento no programa, seguindo o parecer do relator do Projeto de Lei Orçamentária para 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR); "De jeito nenhum, de maneira nenhuma. O Bolsa Família e os programas sociais são a alma da questão social do Brasil, referência no mundo e é uma conquista importante para a cidadania brasileira. Nem a oposição vai aceitar isso", disse

Líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE) afirmou que são nulas as chances de o Executivo fazer cortes de investimento no programa, seguindo o parecer do relator do Projeto de Lei Orçamentária para 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR); "De jeito nenhum, de maneira nenhuma. O Bolsa Família e os programas sociais são a alma da questão social do Brasil, referência no mundo e é uma conquista importante para a cidadania brasileira. Nem a oposição vai aceitar isso", disse
Líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE) afirmou que são nulas as chances de o Executivo fazer cortes de investimento no programa, seguindo o parecer do relator do Projeto de Lei Orçamentária para 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR); "De jeito nenhum, de maneira nenhuma. O Bolsa Família e os programas sociais são a alma da questão social do Brasil, referência no mundo e é uma conquista importante para a cidadania brasileira. Nem a oposição vai aceitar isso", disse (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), disse nesta segunda-feira (14) que são nulas as chances de o governo fazer cortes de investimento no programa Bolsa Família, seguindo o parecer do relator do Projeto de Lei Orçamentária para 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR).

"De jeito nenhum, de maneira nenhuma. O Bolsa Família e os programas sociais são a alma da questão social do Brasil, referência no mundo e é uma conquista importante para a cidadania brasileira. Nem a oposição vai aceitar isso. No passado, ela (oposição) foi contra, mas agora considera que o Bolsa Família é uma conquista social para o país", afirmou o líder, acrescentando que o governo deveria propor cortes "no andar de cima", sem explicar quais seriam eles: "Cortar daí (do Bolsa Família), jamais. Podemos até cortar mais, mas no andar de cima".

Nesta sexta-feira, o relator do orçamento de 2016 confirmou que entregará parecer com previsão de corte de R$ 10 bilhões no Bolsa Família. O programa teria R$ 28,2 bilhões no ano que vem, mas Barros afirmou que as fraudes apontadas pela Controladoria-Geral da União (CGU) e as regras do programa permitem o corte de 35%.

Pelas contas do Ministério do Desenvolvimento Social, 23 milhões de pessoas seriam retiradas do programa, cerca de 7 milhões de famílias, pela média do Bolsa Família. Barros, no entanto, frisou que esse número não é oficial, porque o ministério não respondeu aos questionamentos da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização sobre o programa.

Integrantes do governo se posicionaram radicalmente contra o corte. O Bolsa Família é considerado o carro-chefe dos governos petistas desde a chegada do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email