Haddad abre nome de donos de imóveis da cidade

Prefeitura de São Paulo vai liberar na internet dados como nome, metragem do lote e código do Imposto Territoral e Predial Urbano (IPTU) de todos os cerca de 3,3 milhões de imóveis da cidade; segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), a ocultação de bens é uma das formas mais comuns de se investir recursos obtidos ilicitamente; "É uma das ações que reforçam as mudanças para transparência na Secretaria de Finanças depois da crise gerada em 2013, quando a Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS) foi descoberta", completou o secretário da pasta, Rogério Ceron

Prefeitura de São Paulo vai liberar na internet dados como nome, metragem do lote e código do Imposto Territoral e Predial Urbano (IPTU) de todos os cerca de 3,3 milhões de imóveis da cidade; segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), a ocultação de bens é uma das formas mais comuns de se investir recursos obtidos ilicitamente; "É uma das ações que reforçam as mudanças para transparência na Secretaria de Finanças depois da crise gerada em 2013, quando a Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS) foi descoberta", completou o secretário da pasta, Rogério Ceron
Prefeitura de São Paulo vai liberar na internet dados como nome, metragem do lote e código do Imposto Territoral e Predial Urbano (IPTU) de todos os cerca de 3,3 milhões de imóveis da cidade; segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), a ocultação de bens é uma das formas mais comuns de se investir recursos obtidos ilicitamente; "É uma das ações que reforçam as mudanças para transparência na Secretaria de Finanças depois da crise gerada em 2013, quando a Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS) foi descoberta", completou o secretário da pasta, Rogério Ceron (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Prefeitura de São Paulo vai liberar na internet dados como nome, metragem do lote e código do Imposto Territoral e Predial Urbano (IPTU) de todos os cerca de 3,3 milhões de imóveis da cidade.

"Esses dados já são públicos. Mas era preciso fazer buscas nos cartórios e pagar por isso", disse o prefeito Fernando Haddad (PT). "Isso foi discutido com toda a administração e chegou-se ao entendimento de que era um obstáculo criado artificialmente", completou.

Segundo ele, a ocultação de bens é uma das formas mais comuns de se investir recursos obtidos ilicitamente.
"É uma das ações que reforçam as mudanças para transparência na Secretaria de Finanças depois da crise gerada em 2013, quando a Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS) foi descoberta", afirma o secretário da pasta, Rogério Ceron.

Leia aqui reportagem de Bruno Ribeiro sobre o assunto. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247