Haddad dá exemplo de transparência a Alckmin

Enquanto o governador Geraldo Alckmin (PSDB) tenta colocar sob sigilo da população informações relativas ao metrô e à Sabesp, o prefeito Fernando Haddad (PT) determinou essa semana que todas as cerca de 6,5 mil questões – e suas respostas – encaminhadas à Controladoria-Geral da prefeitura até meados deste ano pelo público fossem disponibilizadas na página na internet da transparência do governo municipal, sem vetos a temas ou áreas de interesse

Enquanto o governador Geraldo Alckmin (PSDB) tenta colocar sob sigilo da população informações relativas ao metrô e à Sabesp, o prefeito Fernando Haddad (PT) determinou essa semana que todas as cerca de 6,5 mil questões – e suas respostas – encaminhadas à Controladoria-Geral da prefeitura até meados deste ano pelo público fossem disponibilizadas na página na internet da transparência do governo municipal, sem vetos a temas ou áreas de interesse
Enquanto o governador Geraldo Alckmin (PSDB) tenta colocar sob sigilo da população informações relativas ao metrô e à Sabesp, o prefeito Fernando Haddad (PT) determinou essa semana que todas as cerca de 6,5 mil questões – e suas respostas – encaminhadas à Controladoria-Geral da prefeitura até meados deste ano pelo público fossem disponibilizadas na página na internet da transparência do governo municipal, sem vetos a temas ou áreas de interesse (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Nas últimas semanas, um contraste relacionado à transparência marcou as administrações do governo de São Paulo e da prefeitura da capital paulista. 

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) tentou colocar sob sigilo da população as informações relativas ao Metrô e à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Mas após ação do Ministério Público e da repercussão negativa, Alckmin revogou a medida (leia aqui).

Em direção totalmente oposta, o prefeito Fernando Haddad determinou essa semana que todas as cerca de 6,5 mil questões – e suas respostas – encaminhadas à Controladoria-Geral da prefeitura até meados deste ano pelo público fossem disponibilizadas na página na internet da transparência do governo municipal, sem vetos a temas ou áreas de interesse.

Segundo informações divulgadas pela Agência PT de Notícias, o conjunto de questões e as devidas explicações da autoridade pública será atualizado periodicamente, após eliminar os dados pessoais de quem questionou.

"Os dois serviços públicos foram criados para atender o público e são bancados pelo contribuinte. Se todos pagam para ter direito à utilização de ambos os serviços, a lei garante ao beneficiário e eleitor saber as condições em que a prestação é gerida e administrada. É assim que o eleitorado e contribuinte pode ter uma avaliação de como seu dinheiro está sendo gasto e avaliar se o gestor merece seu voto", diz o PT.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email