Haddad: ISS sonegado será cobrado "com juros e correção"

400 empreendimentos já foram notificados para reapresentar toda a documentação de pagamento do imposto, para que se verificar possíveis irregularidades, para adquirir o Habite-se; segundo foi apurado pelo Ministério Público, mais de R$ 500 milhões teria sido desviado dos cofres públicos

SÃO PAULO,SP,13.12.2013:HADDAD/PAC/MOBILIDADE URBANA - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad participa da solenidade de assinatura de Termo de Compromisso de Repasse de Recursos do PAC Mobilidade Urbana e vistoria de obras do PAC Drenagem, com o minist
SÃO PAULO,SP,13.12.2013:HADDAD/PAC/MOBILIDADE URBANA - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad participa da solenidade de assinatura de Termo de Compromisso de Repasse de Recursos do PAC Mobilidade Urbana e vistoria de obras do PAC Drenagem, com o minist (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou, nesta sexta-feira (13), que vai cobrar "com juros, correção monetária e multa" os impostos não pagos pelas empresas que participaram da máfia do ISS em São Paulo. 400 empreendimentos já foram notificados para reapresentar toda a documentação de pagamento do imposto, para que se verificar possíveis irregularidades, para adquirir o Habite-se. 

O prefeito afirmou que também vai reaver o dinheiro que bancos, empresas de vigilância e estacionamentos teriam sonegado, como disse o auditor fiscal Luis Alexandre Magalhães, delator da máfia do ISS, em depoimento à Promotoria. "Esse capítulo do ISS de bancos para nós ainda é algo a ser mais bem explorado. Tivemos um primeiro depoimento, mas não temos conhecimento de detalhes desse esquema", disse Haddad, segundo noticiou o site da Folha.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247