Haddad propõe ação conjunta por teto para quitar dívidas

Prefeito Fernando Haddad (PT-SP) sugere aos governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) proposta em resposta à decisão do Supremo que obriga a quitação das dívidas em cinco anos; ideia é destinar no máximo 3% de receita de governos e prefeituras para pagar precatórios

Prefeito Fernando Haddad (PT-SP) sugere aos governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) proposta em resposta à decisão do Supremo que obriga a quitação das dívidas em cinco anos; ideia é destinar no máximo 3% de receita de governos e prefeituras para pagar precatórios
Prefeito Fernando Haddad (PT-SP) sugere aos governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) proposta em resposta à decisão do Supremo que obriga a quitação das dívidas em cinco anos; ideia é destinar no máximo 3% de receita de governos e prefeituras para pagar precatórios (Foto: Roberta Namour)

247 - O prefeito Fernando Haddad (PT-SP) acionou os governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ). Segundo a colunista Vera Magalhães, ele sugere uma proposta de emenda à Constituição que estabeleça um teto para o pagamento de dívidas de Estados e municípios com precatórios.

A medida é resposta à decisão do Supremo que obriga a quitação das dívidas em cinco anos. A proposta é destinar no máximo 3% de receita de governos e prefeituras para pagar precatórios.

A proposta será posteriormente debatida com os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247