Haddad usa frase de Alckmin para rebater acusações de Doria

Ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) usou uma frase utilizada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para rebater os ataques feitos pelo atual prefeito da capital, João Doria (PSDB); Doria disse que a queda na avaliação da sua gestão se deve à herança financeira herdada da gestão de Haddad; "Aprendi com o pai de um conhecido meu, que no dia de hoje deve estar muito feliz, que, quando não puder falar bem, é melhor não dizer nada", disse Haddad

Brasília - Entrevista com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad sobre o encontro com o Ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília - Entrevista com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad sobre o encontro com o Ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (Wilson Dias/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) usou uma frase utilizada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para rebater os ataques feitos pelo atual prefeito da capital, João Doria (PSDB). Doria disse que a queda na avaliação da sua gestão se deve à herança financeira herdada da gestão de Haddad.

"Aprendi com o pai de um conhecido meu, que no dia de hoje deve estar muito feliz, que, quando não puder falar bem, é melhor não dizer nada", disse Haddad ao jornal Folha de São Paulo. A declaração é uma referência direta a uma fala de Alckmin, feita no mês passado á Rádio Bandeirantes, quando o tucano mandou um recado para Doria: "Lembre-se sempre de Santo Antônio de Pádua. Quando não puder falar bem, não fale nada".

Pesquisa Datafolha publicada neste domingo (8) aponta que a avaliação positiva da gestão de Doria à frente da capital paulista caiu quase dez pontos percentuais. Doria registra 32% de aprovação, 26% de rejeição e 40% de avaliação regular entre os paulistanos. Quatro meses atrás estes índices eram de 41% ótimo/bom, 22% de ruim/péssimo e 34% de regular. O levantamento possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Após saber o do resultado da pesquisa, Doria disse que a culpa da queda de sua avaliação era resultante da herança maldita herdada da gestão anterior. "Estamos com nove meses de gestão à frente da Prefeitura de São Paulo, sem recursos. Temos R$ 7,5 bilhões de déficit no orçamento da prefeitura , que foi herança do PT, que nos deixou esse rombo", disse Doria.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247