Haddad vai à Justiça contra paralisação de ciclovias

Prefeito de São Paulo tenta derrubar a liminar que determinou a paralisação de todas as obras de faixas exclusivas para bicicletas na capital, com exceção da Avenida Paulista; decisão aceitou pedido do Ministério Público, que pede estudos; a Prefeitura diz que enviará todos os realizados na área

Prefeito de São Paulo tenta derrubar a liminar que determinou a paralisação de todas as obras de faixas exclusivas para bicicletas na capital, com exceção da Avenida Paulista; decisão aceitou pedido do Ministério Público, que pede estudos; a Prefeitura diz que enviará todos os realizados na área
Prefeito de São Paulo tenta derrubar a liminar que determinou a paralisação de todas as obras de faixas exclusivas para bicicletas na capital, com exceção da Avenida Paulista; decisão aceitou pedido do Ministério Público, que pede estudos; a Prefeitura diz que enviará todos os realizados na área (Foto: Gisele Federicce)

SP 247 – O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, entrou na Justiça para tentar derrubar a liminar que determinou a paralisação de todas as obras da faixas exclusivas para bicicletas na cidade, com exceção da Avenida Paulista.

A decisão do juiz Fernando Rodrigues Guerra atende a um pedido do Ministério Público estadual, que exige estudos na área antes da construção das ciclovias e ciclofaixas. A Prefeitura disse, em nota, que irá entregar os estudos solicitados.

O prefeito entregou até agora 235,3 km de faixas exclusivas para bicicletas e a meta, até o fim desse ano, é de 400 km concluídos.

Segundo estimativa da Prefeitura, o custo médio por quilômetro ficou em R$ 180 mil na instalação de 156 km até 2014. Para os próximos 361 quilômetros em implantação desde o ano passado é um custo médio de R$ 250 mil por quilômetro.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247