Heitor Férrer apresenta ofício contra a indicação de novo conselheiro do TCE pela AL

O deputado Heitor Férrer (PSB) defende que a vacância terá que ser preenchida por um dos conselheiros do extinto TCM, respeitando o extrato original na composição daquele tribunal. Nesta segunda (15), Heitor protocolou ofício manifestando que a Assembleia Legislativa não pode se arvorar do direito de querer aprovar um novo nome para preencher a vaga

O deputado Heitor Férrer (PSB) defende que a vacância terá que ser preenchida por um dos conselheiros do extinto TCM, respeitando o extrato original na composição daquele tribunal. Nesta segunda (15), Heitor protocolou ofício manifestando que a Assembleia Legislativa não pode se arvorar do direito de querer aprovar um novo nome para preencher a vaga
O deputado Heitor Férrer (PSB) defende que a vacância terá que ser preenchida por um dos conselheiros do extinto TCM, respeitando o extrato original na composição daquele tribunal. Nesta segunda (15), Heitor protocolou ofício manifestando que a Assembleia Legislativa não pode se arvorar do direito de querer aprovar um novo nome para preencher a vaga (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) protocolou, nesta segunda (25), ofício manifestando ao presidente José Albuquerque que a Assembleia Legislativa não pode se arvorar do direito de querer aprovar um novo nome para preencher a vaga do ex-conselheiro Teodorico Menezes no Tribunal de Contas do Estado - TCE. 

O deputado defende que a vacância terá que ser preenchida por um dos conselheiros do extinto TCM, respeitando o extrato original na composição daquele tribunal. Portanto, se o ex-conselheiro Teodorico Menezes foi indicado pela Assembleia Legislativa, o seu lugar deve ser preenchido por um dos conselheiros do TCM em disponibilidade indicado também pela Assembleia, que recai sobre o nome do conselheiro Manoel Veras. 

Segundo Heitor, o presidente do TCE, conselheiro Edilberto Pontes, é quem tem a prerrogativa de prover o cargo, nomeando o conselheiro em disponibilidade Manoel Veras, sem qualquer participação de ato da Assembleia Legislativa. O deputado protocolou ofício também no tribunal e às 18 horas tem audiência marcada com o presidente para tratar do assunto. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247