Heitor Férrer critica situação da saúde pública do Estado

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta sexta-feira (22), o deputado Heitor Férrer afirmou que a saúde pública do Estado está em “colapso” e que faltam investimentos básicos na área, enquanto sobram recursos para setores como a refinaria e o Acquario.  O parlamentar disse que recebeu comunicado do Sindicato dos Médicos do Ceará enumerando os diversos problemas na área

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta sexta-feira (22), o deputado Heitor Férrer afirmou que a saúde pública do Estado está em “colapso” e que faltam investimentos básicos na área, enquanto sobram recursos para setores como a refinaria e o Acquario.  O parlamentar disse que recebeu comunicado do Sindicato dos Médicos do Ceará enumerando os diversos problemas na área
Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta sexta-feira (22), o deputado Heitor Férrer afirmou que a saúde pública do Estado está em “colapso” e que faltam investimentos básicos na área, enquanto sobram recursos para setores como a refinaria e o Acquario.  O parlamentar disse que recebeu comunicado do Sindicato dos Médicos do Ceará enumerando os diversos problemas na área (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O deputado Heitor Férrer (PSB) afirmou nesta sexta-feira (22), na Assembleia Legislativa, que a saúde pública do estado do Ceará está em colapso. O parlamentar denunciou a ausência de investimentos básicos na área, enquanto sobram recursos para setores menos importantes, como a refinaria e o Acquario.

Heitor Ferrer lamentou que, enquanto a saúde está “um caos”, o governador Camilo Santana (PT) está em viagem à China para tratar da implantação da Refinaria do Ceará, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), e buscar parceria para a conclusão e operação do Acquario do Ceará, na Praia de Iracema, em Fortaleza.

“O governador do Estado deveria estar preocupado em melhorar o atendimento à saúde”, afirmou. O parlamentar disse que recebeu comunicado do Sindicato dos Médicos do Ceará enumerando os diversos problemas na área. A categoria pede garantias à saúde da população, que tem sofrido “com grave violação dos direitos” assegurados pela Constituição Federal.  

Ainda segundo o parlamentar, o Sindicato denuncia a falta de equipamento e medicamentos; a não realização de cirurgias; a precariedade das instalações nas unidades de saúde e atrasos superiores a 90 dias nos repasses para a remuneração dos profissionais que prestam serviços à Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), entre outros pontos. “Isso é um pedido de socorro que o Sindicato está fazendo, o último grito que a instituição dá na busca de aliviar o sofrimento da população do Ceará”, disse.

Heitor falou ainda da existência de um vídeo, divulgado nesta quinta-feira (21), pelo Sindicato dos Médicos, mostrando paredes danificadas e a presença de uma lagartixa em um dos centros cirúrgicos do Hospital de Messejana Doutor Carlos Alberto Studart Gomes.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247