Heitor quer proibir incentivos fiscais para empresas envolvidas em corrupção

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que proíbe a concessão de incentivos fiscais a empresas que tenham envolvimento em atos de improbidade administrativa. Ainda de acordo com o projeto, em caso de empresas em que os processos ainda não tenham sido finalizados, fica suspensa a adesão a programas de incentivos fiscais até o desfecho final do processo

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que proíbe a concessão de incentivos fiscais a empresas que tenham envolvimento em atos de improbidade administrativa. Ainda de acordo com o projeto, em caso de empresas em que os processos ainda não tenham sido finalizados, fica suspensa a adesão a programas de incentivos fiscais até o desfecho final do processo
O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que proíbe a concessão de incentivos fiscais a empresas que tenham envolvimento em atos de improbidade administrativa. Ainda de acordo com o projeto, em caso de empresas em que os processos ainda não tenham sido finalizados, fica suspensa a adesão a programas de incentivos fiscais até o desfecho final do processo (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 -  Diante dos recentes escândalos de corrupção, o deputado estadual Heitor Férrer (PSB) apresentou, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que proíbe a concessão de incentivos fiscais a empresas que tenham envolvimento em atos de improbidade administrativa por parte de agentes públicos ou em crime de corrupção no Ceará. Pela proposta, em caso de empresas que forem citadas em processos criminais de investigação e os processos ainda não tenham sido finalizados, fica suspensa a adesão a programas de incentivos fiscais até o desfecho final do processo.

A medida, segundo Heitor, vai ao encontro dos anseios da sociedade e pretende colocar regramento e moralidade nos programas de incentivos fiscais do Estado do Ceará. "A população brasileira e, em especial, a cearense não suporta mais acompanhar as notícias de corrupção no meio político e econômico nacional e regional, e o Estado deve ser o exemplo de que não patrocina a corrupção", defende.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247