Herança: Mata Pires e ACM Junior tentarão acordo

Dono da OAS vai tentar mais uma vez acordo sobre herança à qual sua esposa, Tereza Magalhães, tem direito; no fim do ano passado, o empresário pediu à Justiça baiana a divisão dos bens deixados em herança pelo ex-senador e ex-senador Antônio Carlos Magalhães (ACM), que faleceu em 2007

Herança: Mata Pires e ACM Junior tentarão acordo
Herança: Mata Pires e ACM Junior tentarão acordo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O dono da OAS, César Mata Pires, deve encontrar nos próximos dias o ex-senador e administrador da Rede Bahia/Globo, ACM Junior, para mais uma tentativa de acordo sobre herança à qual sua esposa, Tereza Magalhães, tem direito. Informação é da coluna de Felipe Patury, da Época.

No fim do ano passado, o empresário pediu à Justiça baiana a divisão dos bens deixados em herança pelo ex-senador e ex-senador Antônio Carlos Magalhães (ACM), que faleceu em 2007.

Segundo Época, Mata Pires também cobrava a contratação de um perito em arte para avaliar o acervo artístico amealhado pelo senador. Famoso pela coleção de obras sacras, ele está em poder da viúva do parlamentar, dona Arlete Magalhães.

Sob sua guarda, estão também um apartamento em Salvador, outro no Rio e uma casa em Brasília. Tudo somado pode alcançar R$ 30 milhões. Os herdeiros chegaram a um consenso para tirar a discussão da partilha da esfera judicial.

Mata Pires tentou se reaproximar dos Magalhães na disputa pela Prefeitura de Salvador em outubro último, oferecendo doação para campanha do então candidato ACM Neto (eleito prefeito), do DEM. Ele não aceitou.

Diante da recusa do sobrinho (de consideração), o dono da OAS fez doação ao então candidato derrotado pela quarta vez Nelson Pelegrino, do PT.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247