Homem da mala de Temer deve delatar e falar sobre Porto de Santos

O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) abriu conversas para uma delação premiada, disposto a revelar sua atuação no Porto de Santos (SP), em favor da empresa Rodrimar; o Ministério Público desconfia que Rocha Loures defendia os interesses da empresa e arrecadava propinas para Michel Temer; no maior flagrante da história política do País, Rocha Loures foi flagrado carregando uma mala de R$ 500 mil, de uma propina paga pela JBS, e devolveu o dinheiro, mas ainda não disse quem é o destinatário

O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) abriu conversas para uma delação premiada, disposto a revelar sua atuação no Porto de Santos (SP), em favor da empresa Rodrimar; o Ministério Público desconfia que Rocha Loures defendia os interesses da empresa e arrecadava propinas para Michel Temer; no maior flagrante da história política do País, Rocha Loures foi flagrado carregando uma mala de R$ 500 mil, de uma propina paga pela JBS, e devolveu o dinheiro, mas ainda não disse quem é o destinatário
O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) abriu conversas para uma delação premiada, disposto a revelar sua atuação no Porto de Santos (SP), em favor da empresa Rodrimar; o Ministério Público desconfia que Rocha Loures defendia os interesses da empresa e arrecadava propinas para Michel Temer; no maior flagrante da história política do País, Rocha Loures foi flagrado carregando uma mala de R$ 500 mil, de uma propina paga pela JBS, e devolveu o dinheiro, mas ainda não disse quem é o destinatário (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) abriu conversas para uma delação premiada, disposto a revelar sua atuação no Porto de Santos (SP), em favor da empresa Rodrimar.

O Ministério Público desconfia que Rocha Loures defendia os interesses da empresa e arrecadava propinas para Michel Temer, que há muitos anos exerce influência política na área portuária.

As informações são do jornalista Maurício Lima, da coluna Radar.

Rocha Loures é aquele que foi flagrado correndo com uma mala com R$ 500 mil, dados como propina pela JBS. Ele devolveu a mala, mas ainda não disse quem era o destinatário.

Segundo o delator Ricardo Saud, da JBS, o dinheiro era para Temer e Loures foi apenas um intermediário.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247