Homicídios em Goiânia têm queda de 48% em novembro

Em novembro, os homicídios apresentaram forte queda em Goiânia; de acordo com dados divulgados pela Gerência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública, essa modalidade criminal despencou em 48,72%, quando se compara com os números registrados no mesmo período de 2015; também apresentaram recuo nos índices da capital os seguintes crimes: tentativas de homicídios (-24%), latrocínios (-66,67%), e roubos a transeuntes (-8,84%)

Em novembro, os homicídios apresentaram forte queda em Goiânia; de acordo com dados divulgados pela Gerência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública, essa modalidade criminal despencou em 48,72%, quando se compara com os números registrados no mesmo período de 2015; também apresentaram recuo nos índices da capital os seguintes crimes: tentativas de homicídios (-24%), latrocínios (-66,67%), e roubos a transeuntes (-8,84%)
Em novembro, os homicídios apresentaram forte queda em Goiânia; de acordo com dados divulgados pela Gerência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública, essa modalidade criminal despencou em 48,72%, quando se compara com os números registrados no mesmo período de 2015; também apresentaram recuo nos índices da capital os seguintes crimes: tentativas de homicídios (-24%), latrocínios (-66,67%), e roubos a transeuntes (-8,84%) (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Em novembro, os homicídios apresentaram forte queda em Goiânia. De acordo com dados divulgados pela Gerência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), essa modalidade criminal despencou em 48,72%, quando se compara com os números registrados no mesmo período de 2015. Também apresentaram recuo nos índices da capital os seguintes crimes: tentativas de homicídios (-24%), latrocínios (-66,67%), e roubos a transeuntes (-8,84%). Os roubos de veículos cederam em (-39,37%) e os roubos em comércios (-8,51%). Os furtos também apresentaram significativas retrações. Os furtos de veículos caíram 43,73%, em comércios (-11,64%), furtos em residências (-0,45%), e a transeuntes (-6,8%). Entre os doze crimes pesquisados, considerados de alta prioridade, apenas os estupros e roubos em residências apresentaram oscilação positiva de 25% e 14,63%, respectivamente. Os furtos em residências variaram 0,63%.

Os dados apurados revelam que os números também foram bastante positivos para Goiás. No Estado, os homicídios apresentaram queda de 22,27%, as tentativas de homicídios caíram 27,21%, ao passo que os latrocínios recuaram 54,55%. Houve declínio, ainda, nos roubos a transeuntes (-4,73%), de veículos (-28,46%), em comércios (-17%) e a residências (-7,05%). Na categoria furtos, os números de veículos furtados caíram (-28,32%). Os índices dos estupros praticados no estado não sofreram variação. Furto em residência foi a única natureza de ocorrência reativa que apresentou alta no período, de 11,11%. Em Aparecida de Goiânia, Anápolis e Entorno do Distrito Federal maioria dos crimes pesquisados também teve queda.

O vice-governador José Eliton demonstra otimismo ao analisar a redução nos índices de criminalidade em ocorrências reativas. “O trabalho intenso e continuado das nossas forças policiais, que se apoiam na qualidade dos serviços de inteligência e no uso dos recursos tecnológicos, tem transformado a segurança pública de Goiás em caso de sucesso. São resultados extremamente satisfatórios que animam a todos nós em continuar adotando medidas estratégicas, enérgicas e bem planejadas, voltadas para a segurança dos cidadãos de bem”. Ele destaca que a maioria das modalidades criminais está cedendo no Estado, principalmente, nos locais identificados como ‘manchas criminais’, onde se concentram os registros das maiores taxas de violência. 

Aparecida vive momento de queda livre na violência

Pelo segundo mês consecutivo, Aparecida de Goiânia consegue baixar os percentuais das ocorrências reativas em onze das doze modalidades apresentadas. Em novembro, os homicídios diminuíram 51,61% na cidade, ante o mesmo período de 2015. Nas tentativas de homicídios a queda chegou a 88,89%, enquanto os latrocínios foram eliminados na cidade no mês passado.

As estatísticas apresentadas apontam, ainda, que houve queda em todas as naturezas de roubos e de furtos na cidade. Os roubos a transeuntes tiveram redução de 14,45% e os roubos de veículos diminuíram 27,47%. Os roubos em comércios e em residências caíram, respectivamente, em 50,56% e 20%. Os furtos de veículos registraram queda de 43,16%, furtos em comércios foram reduzidos em 25%. Os furtos praticados em residências sofreram redução de 23,81%, e os furtos a transeuntes apresentaram forte retração de (-51,43%). Apenas os casos de estupros que saltaram de três casos, no ano passado, para cinco ocorridos no mês deste ano, tiveram variação positiva. A SSPAP destaca, porém, que os estupros vêm apresentando quedas seguidas desde junho último.

Anápolis tem redução de 46% nos roubos e nos furtos de veículos

O declínio em oito das 12 modalidades de ocorrências reativas demonstra que a cidade de Anápolis, localizada no centro goiano, entre a capital goiana e a capital federal, também está conseguindo baixar os índices de violência nos crimes com maior impacto nos meios sociais. O município apresentou recuo nas tentativas de homicídio 33,33%. A queda nos roubos a transeuntes chegou 33,81%. Nos roubos de veículos a redução foi ainda maior, de 46,67%.

Houve queda, ainda, nos roubos em comércios (-50,70%) e roubos em residências (-60%). Os furtos de veículos apresentaram redução de (-45,56%), furtos em comércios (-18,37%) e furtos a transeuntes (-26,32%). Observou-se aumento de 25% nos homicídios, de 59,55% nos furtos em residências e de 50% nos estupros. Nenhum latrocínio foi registrado no período.

Entorno tem queda em nove das 12 modalidades

A região do entorno do Distrito Federal, que aparece sempre como um local de grande concentração de crimes mais impactantes, conseguiu, em novembro, reduções importantes nos índices inerentes a essas naturezas de violência. De acordo com os números oficiais divulgados pela SSPAP, houve queda de 6,67% nos homicídios, de 14,29% nos estupros e de 6,98% nas tentativas de homicídios.

Os roubos de veículos apresentaram uma pequena, porém importante queda, de 2,16%, uma vez que os dados mostram que esse crime estava em rota de crescimento na região. Roubos em comércios (-4,55%), roubos em residências (-21,33%), além dos furtos de veículos (-33,13%), furtos em comércios (-12,98%), e furtos a transeuntes (-37,5%), completam a relação dos crimes que totalizaram redução em novembro, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram registrados dois casos de latrocínio no mês, contra nenhum no ano passado. Os roubos a transeuntes, 9,57%, e os furtos em residências, 19,8%, são os únicos que não cederam, segundo as estatísticas do Observatório de Segurança Pública.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247